Pular para o conteúdo principal

Duas quadras esportivas integrantes do Polo Regionalizado de Formação Esportiva, na região Leste.
Foto: Divulgação PBH

PBH inicia implantação Polo Regionalizado de Formação Esportiva na região Leste

14/01/2019 | 18:10 | atualizado em 24/05/2019 | 14:17

A Prefeitura de Belo Horizonte inicia na quarta-feira, dia 16 de janeiro, a execução do projeto Polo Regionalizado de Formação Esportiva, na Praça de Esportes Louis Braile, conhecida como Praça da Saudade, na região Leste da capital.

 

A primeira etapa do projeto inclui obras de reforma geral de quatro vestiários, da Academia a Céu Aberto e de três quadras poliesportivas. O funcionamento da praça de esportes será interrompido durante o período das obras, para resguardar a segurança aos frequentadores.

 

Em março, o espaço será reaberto com a realização de atividades esportivas para 360 crianças e adolescentes que participarão de aulas de futsal, handebol, basquete, ginástica rítmica e judô. As inscrições serão destinadas, prioritariamente, para estudantes de 6 a 17 anos da rede pública de ensino, residentes em área de vulnerabilidade social da região Leste da capital.

 

O projeto, no valor de R$ 579 mil, integra o programa Esporte Esperança, que é desenvolvido pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, e visa garantir a crianças e adolescentes o acesso à prática esportiva como direito social.

 

Segundo o secretário municipal de Esportes e Lazer, Elberto Furtado Júnior, a implantação do projeto possibilita otimizar o uso de espaços públicos esportivos como forma de estimular a socialização e formação cidadã de crianças e adolescentes, por meio dos princípios do esporte educacional.

 

Esporte Esperança

O Polo Regionalizado de Formação Esportiva é um projeto do Esporte Esperança, programa que atende cinco mil crianças e adolescentes de 3 a 17 anos, residentes em área de vulnerabilidade social.

 

O programa promove jogos e brincadeiras para as crianças de 3 a 5 anos matriculadas em instituições de educação infantil e creches conveniadas à Prefeitura.

 

Já aos participantes de 6 a 17 anos são ofertadas oficinas e escolinhas em núcleos comunitários, ONGs e entidades esportivas, com aulas de várias modalidades esportivas, como voleibol, futsal, futebol, handebol, basquetebol, além de danças, jogos e brincadeiras.

 

As atividades são realizadas conforme as diretrizes de valorização dos aspectos técnicos e táticos, das capacidades físicas e motoras, além da socialização.