Pular para o conteúdo principal

Dezessete pessoas reunidas em mesa em formato de "u", acompanhando palestra de mulher, ao lado de telão, em sala da PBH.
Foto: Divulgação PBH

PBH implanta programa para estimular motivação de professores municipais

criado em 21/01/2019 - atualizado em 21/01/2019 | 18:10

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio das secretarias municipais de Planejamento, Orçamento e Gestão e de Educação, promoveu na terça-feira, dia 15, o workshop “Diretrizes do Programa de Engajamento e Motivação dos Professores da Rede Municipal de Educação”. O encontro contou com a participação de diretores e diretoras de 13 escolas municipais.

 

De acordo com a secretária municipal de Educação, Ângela Dalben, o programa tem o objetivo de promover o desenvolvimento integral das instituições escolares, possibilitando a melhoria da aprendizagem, bons resultados pedagógicos e administrativos e um maior bem-estar dos professores, dos alunos e da comunidade.

 

“O nosso propósito é colaborar para que as nossas escolas tenham esse perfil de engajamento e motivação e trabalhar junto com a área de recursos humanos da Prefeitura é importantíssimo para alcançarmos nosso objetivo. Mais do que pioneiro, esse projeto é uma possibilidade inovadora de crescimento”, definiu.

 

O programa, como explica a subsecretária municipal de Gestão de Pessoas, Fernanda Neves, é resultado de uma parceria com o Instituto República – organização de caráter apartidário e não-corporativo que promove o investimento na valorização e qualificação de pessoas que trabalham nas esferas governamentais do Brasil.

 

“Essa entidade criou, em 2018, a primeira residência em capital humano, cujo tema para a edição 2018/2019 é Engajamento e Incentivos não Financeiros no Setor Público, sendo Belo Horizonte uma das cidades escolhidas para execução dessa proposta”, relatou.

 

De acordo com a subsecretária, a ideia é que cada diretor de escola elabore um plano de atuação, de acordo com suas necessidades e especificidades, com o apoio metodológico da Subsecretaria de Gestão de Pessoas. Além disso, será elaborado e executado um plano geral de engajamento, contemplando um conjunto de ações comuns para os professores.

 

“Teremos um portfólio geral e planos específicos e customizados, de acordo com a realidade de cada escola. Vamos ouvir e entender as necessidades de cada unidade, de cada grupo de docentes, para construirmos juntos soluções para resgatar o propósito desses profissionais em relação ao seu ambiente de trabalho”, destaca Fernanda.

 

 

Projeto-piloto

O projeto-piloto será iniciado na Escola Municipal Salgado Filho, situada no bairro Havaí, na região Oeste, nos meses de fevereiro e março. “O programa tem tudo para dar certo. Nossa escola vive um novo tempo e está aberta para esse desafio. Esse workshop foi motivador e estou muito empolgada”, afirmou a diretora da Escola, Rogéria Cardoso.

 

Marileide Lopes dos Santos, diretora da Escola Municipal Vila Fazendinha, localizada no Aglomerado da Serra, na região Centro-Sul, acredita que a iniciativa irá colaborar de maneira significativa na vida dos estudantes, já que a motivação dos professores reflete diretamente na qualidade do ensino ofertado. “Esse projeto vai colaborar ainda mais na formação de nosso estudante, pois vai tratar de seus formadores natos, que somos nós, os professores. Saio daqui muito motivada para motivar minha equipe”, assegurou.

 

Para a diretora da Escola Municipal Rui da Costa Val, na região Norte, Vera Costa, a experiência inicial foi muito proveitosa. “Esse encontro foi enriquecedor. Saio daqui com a cabeça borbulhando de ideias, pensando em mil possibilidades para engajarmos nesse projeto. Educação é o que realmente vai fazer o nosso país mudar”, assinalou. Em abril, a Subsecretaria de Gestão de Pessoas sorteará outras três escolas para participação no projeto e as ações definidas serão executadas ao longo de 2019.