Pular para o conteúdo principal

Agente da Bhtrans realiza ação no trânsito. Foto: Vander Bras
Foto: Vander Bras

PBH garante segurança e mobilidade durante manifestações

27/04/2017 | 19:53 | atualizado em 01/06/2017 | 09:29

O reforço no efetivo da Guarda Municipal empenhada no patrulhamento da área central da capital e o monitoramento da circulação ou paralisação de ônibus, que será feito pela BHTrans desde as primeiras horas desta sexta-feira, dia 28 de abril, estão entre as ações que a Prefeitura de Belo Horizonte planejou para garantir a segurança e a mobilidade da população diante da manifestação popular prevista para a data. 

 

Para garantir a segurança e o direito de ir e vir das pessoas que não tiverem como evitar a área central da capital, onde ocorrerão as concentrações de manifestantes, diversas instituições municipais estarão atuando de forma integrada, sob a coordenação do Centro de Operações da Prefeitura de BH (COP-BH), e em parceria com órgãos do estado, visando a reduzir impactos na rotina da cidade. 

 

Como os pontos de encontro anunciados serão a Praça Sete, a Praça da Estação e em frente à sede da PBH, os guardas municipais estarão de prontidão nesses locais, onde o patrulhamento será feito a pé e também com o uso de viaturas. As estações de transferência de passageiros também serão alvo de atenção especial, com a presença de agentes da Guarda Municipal de prontidão. 

 

Para manter a fluidez do tráfego, a Unidade de Trânsito Integrada (UIT), que reúne agentes da BHTrans, Guarda Municipal e Batalhão de Trânsito da PM (BPTran), atuará nos principais cruzamentos de vias, verificando a necessidade de interrupção do fluxo de carros, estabelecendo desvios, garantindo ainda a segurança dos pedestres.

 

A fiscalização municipal percorreu os pontos de concentração e os trajetos previstos de manifestantes para garantir a retirada de entulhos, caçambas e materiais de construção que possam ser lançados contra o público, causando riscos aos transeuntes. 

 

As câmeras do COP-BH serão utilizadas para monitorar a movimentação de pessoas nas áreas de manifestação, orientando também a Guarda Municipal e a Polícia Militar quanto aos locais que demandem maior concentração de efetivo para garantia da segurança da população.