Pular para o conteúdo principal

Imagem aérea de Belo Horizonte
Foto: Divulgação/PBH

PBH ganha prêmio internacional de gestão por atuação na pandemia de Covid-19

criado em 18/11/2022 - atualizado em 18/11/2022 | 15:12

A Prefeitura de Belo Horizonte conquistou o 7º Prêmio de Gestão para Resultados e Desenvolvimento promovido pela Comunidade de Profissionais e Especialistas da América Latina e Caribe em Gestão para Resultados de Desenvolvimento (CoPLAC-GpRD) e pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por suas ações de organização assistencial no enfrentamento à Covid-19. 

O trabalho apresentado, "A organização da rede assistencial para o enfrentamento à Covid-19 em Belo Horizonte/MG", concorreu com outras iniciativas de vários países da América Latina e Caribe e foi reconhecida como a 2ª melhor experiência na categoria “Resultados alcançados na luta contra a Covid-19 e no apoio à recuperação pós-pandemia”. 

A experiência mostrou o conjunto de ações realizadas pela Secretaria Municipal de Saúde para o enfrentamento à Covid-19, do ponto de vista da Gestão para Resultados no Desenvolvimento (GpRD). Desde o primeiro momento, para que Belo Horizonte conquistasse bom desempenho no indicador de mortalidade por Covid-19, a PBH adotou medidas de distanciamento social e incentivo ao uso de máscaras e medidas de higiene. Essas ações contribuíram com a menor disseminação da doença e registro de menos casos graves, na mesma direção do que mostravam as evidências registradas no mundo. 

O trabalho apresentou, ainda, como a estruturação e reforço da rede assistencial foram fundamentais para que que as pessoas tivessem um tratamento mais adequado, em tempo oportuno e sem o esgotamento da capacidade de internação nos hospitais da rede pública do município em nenhum momento daquele primeiro ano de pandemia. Foram pontuadas as iniciativas no âmbito da organização da atenção primária, da telemedicina e das estruturas criadas para atendimento ambulatorial à Covid-19, as CECOVID. 

Outra estratégia adotada pelo município está relacionada ao orçamento, que passou a ser orientado para os mesmos resultados, a fim de atender o planejamento da área assistencial. Foram empenhadas despesas da ordem de R$ 606 milhões pela área da saúde exclusivamente para enfrentamento da pandemia em Belo Horizonte naquela oportunidade. Além disso, um painel de bordo em linguagem de Business Intelligence (BI), mostrava em tempo real uma série de indicadores epidemiológicos e assistenciais que também serviam de referência para a tomada de decisão aos gestores. Por fim, coube destaque ao fato de que as ações implementadas foram pautadas pelas evidências, resultados e melhores práticas identificadas nos estudos realizados constantemente pela equipe da SMSA e da Prefeitura de Belo Horizonte. 

Em 2021, a Secretaria Municipal de Belo Horizonte também conquistou esse mesmo prêmio pela implantação da metodologia DRG nos hospitais da rede de saúde pública de Belo Horizonte, como a melhor experiência da categoria "Planejamento Estratégico: Municípios".