Pular para o conteúdo principal

Secretário municipal de Fazenda, Fuad Jorge Noman Filho, presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Adalclever Lopes, governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, e prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, sentados em uma mesa.
Foto: Rodrigo Clemente/PBH

PBH entrega portfólio de projetos a deputados estaduais

26/10/2017 | 18:29 | atualizado em 30/10/2017 | 09:58

O prefeito Alexandre Kalil recebeu o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel; o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Adalclever Lopes; e deputados estaduais, na sede da Prefeitura de Belo Horizonte, na manhã de quinta-feira, dia 26 de outubro. O encontro teve como objetivo a entrega, aos deputados, de um portfólio com mais de 150 projetos do governo municipal que juntos somam cerca de R$ 47,5 milhões.

 

O portfólio apresenta temáticas diversificadas que compõe parte do planejamento da PBH para os próximos anos. O documento tem por objetivo dar publicidade aos projetos e fomentar suas ações, tendo em vista a captação de investimentos na cidade e de recursos em outras esferas governamentais. A maioria dos projetos são nas áreas de Saúde, Educação e Infraestrutura. Mas também estão presentes projetos nas seguintes áreas: Assistência Social, Cultura, Defesa Civil, Esporte, Meio Ambiente, Resíduos Sólidos, Segurança Pública e Turismo.

 

“Foi uma reunião de planejamento para 2018. Entregamos um portfólio do que nos interessa. Claro que isso é de livre arbítrio dos deputados. Precisamos da boa vontade das bancadas da ALMG e entregamos para eles projetos das áreas de interesse da Prefeitura”, salientou Alexandre Kalil.

 

O deputado estadual Iran Barbosa ressaltou a importância do encontro: “Estiveram aqui presentes deputados de todas as bancadas como, por exemplo, o líder da oposição, o líder de governo, o governador e o presidente da Assembleia. É o primeiro ciclo de emendas pelo qual o prefeito Alexandre Kalil passa desde que se tornou prefeito. O fato de ele conseguir criar este encontro facilitador acontece numa boa hora porque, em novembro, os deputados escolhem para onde vão demandar as emendas de 2018”.