Pular para o conteúdo principal

Leila, atleta de vôlei do Olympico pelo programa da Prefeitura. Ao fundo, jovens jogam vôlei no ginásio.
Foto: Vilma Tomaz/PBH

PBH abre as portas de clubes e entidades esportivas para crianças e adolescentes

20/11/2018 | 17:19 | atualizado em 20/11/2018 | 17:50
Dezesseis mil crianças e adolescentes têm acesso às atividades esportivas e de lazer oferecidas por meio do Esporte Para Todos, um programa desenvolvido pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Smel).  
 
O Olympico Club, no bairro Serra, região Centro-Sul, é um dos parceiros da Prefeitura e adepto do programa que possibilita a entidades esportivas e clubes um percentual de isenção em tributos municipais (ISS, IPTU e Dívida Ativa), como contrapartida à promoção de prática esportiva e de lazer para a comunidade de baixa renda.

Como parte do Esporte Para Todos, o Olympico tem 492 alunos-atletas inscritos no programa Esporte Esperança, também da Prefeitura de Belo Horizonte, com idade entre 3 e 17 anos. São crianças e adolescentes que praticam vôlei, futsal, natação e basquete no clube.
 
Segundo Simone Queiroz de Campos, coordenadora de projetos do Olympico, além do acesso ao esporte, os alunos recebem refeição, vale transporte e cesta básica, dependendo do nível de renda familiar. 
 
“Quase todas as equipes do Olympico são compostas por atletas do Esporte Para Todos. Ficamos felizes de investir o valor que deixamos de pagar do IPTU neste programa de grande dimensão social, que possibilita que alunos de famílias de baixa renda possam praticar esporte e frequentar nosso clube na condição de sócio-atleta”, ressalta a coordenadora.
 
A adesão ao Esporte Para Todos, diz ela, aumentou as conquistas do clube no esporte de rendimento. É o caso da nadadora Ariena Martins, de 13 anos, moradora do bairro Santa Efigênia. Ela é a atual campeã mineira nas provas de 50 metros Livre, 200 metros Medley, 100 e 200 metros Borboleta. Ela disputou em janeiro deste ano a Copa UANA, em Coral Springs, na Flórida, nos Estados Unidos. 
 
Entre os 492 alunos cadastrados no Esporte Para Todos no Olympico está Leila de Paula Oliveira, 17. Ela mora no bairro Nova Esperança, região Noroeste, e estuda o terceiro ano do Ensino Médio. Caçula de cinco irmãos, ela divide os dias da semana entre a escola e o clube e tem dois sonhos: ser jogadora profissional e estudar Direito. Como jogadora, ela já abriu trilhas por meio do Esporte Para Todos e é titular da seleção de vôlei sub-15 e campeã do Campeonato Metropolitano. “O vôlei trouxe para minha vida muita alegria, amigos e a certeza de que devemos correr atrás daquilo que gostamos”, comenta ela.
 
Para seguir nos treinos, os alunos têm de obter nota média em todas as disciplinas, informa Fernanda Carolina Silva Lopes, a pedagoga que atende aos atletas em uma sala exclusiva. “O esporte contribui para que o jovem tenha um olhar ampliado para o futuro, no qual o estudo esteja presente”, observa ela.
 
“Nos treinos, ensinamos os alunos na prática e teoria sobre a importância da tomada de decisões e, logo nas primeiras atividades, temos que priorizar a socialização deles com o ambiente do clube, dos colegas e treinadores”, salienta Luiz Cesar da Silva Rocha, treinador da equipe de vôlei feminino.
 


Parceiros

O Esporte Para Todos é um programa com incentivo tributário a entidades esportivas e recreativas que desenvolvem atividades em parceria com as áreas de esportes, saúde e educação da Prefeitura de Belo Horizonte. Atualmente, são 19 parceiros e mais de 16 mil atendimentos por mês.
 
Os clubes interessados em se tornar parceiros do programa podem entrar em contato com a diretoria de Formação Esportiva da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer por meio do e-mail gabinetesmel@pbh.gov.br ou pelo telefone 3246-5098.
 
 

20/11/2018. Esporte Para Todos. Fotos: Vilma Tomaz/PBH