Pular para o conteúdo principal

Vila Santa Rita de Cássia
Divulgação/PBH

Obra de redução de risco é entregue aos moradores da Vila Santa Rita de Cássia

criado em 07/12/2022 - atualizado em 07/12/2022 | 15:16

A Prefeitura de Belo Horizonte concluiu mais uma obra de tratamento de encosta para reduzir o risco geológico e garantir a segurança dos moradores de áreas de risco da capital. Dessa vez as melhorias foram realizadas entre os becos São Lucas e Santa Efigênia, localizados na Vila Santa Rita de Cássia/Aglomerado Santa Lúcia, região Centro-Sul.

 

As intervenções foram feitas pela Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte, por meio do Programa Vila Viva, incluindo três tipos de tratamento ao longo da encosta: construção de 50 m2 de muro de contenção, implantação de 168 m2 de cortina atirantada – estrutura em concreto armado para contenção de taludes e encostas - e utilização de 625 m2 de concreto projetado, todos para impedir possíveis deslizamentos. Além disso, a área onde havia acúmulo de lixo e entulho foi transformada em espaço de convivência para a comunidade.

 

Para garantir a segurança dos moradores, antes da realização da obra foi necessária a remoção de sete famílias do beco São Lucas, já que as casas estavam em situação de risco e ainda colocavam em perigo outras moradias localizadas abaixo da encosta.  O valor total do empreendimento foi de aproximadamente R$ 1 milhão, sendo metade dos recursos provenientes da Prefeitura de Belo Horizonte e os outros 50% do Governo Federal.

 

Rozilayne Aniceto, engenheira da Urbel que acompanhou a obra, conta que o empreendimento trouxe diversos benefícios para os moradores. “Com essas intervenções nós conseguimos preservar o acesso ao beco São Lucas, estabilizar o risco geológico no local e proteger cerca de 40 famílias que estavam em situação de risco alto. Também foi possível revitalizar uma área que era muito insalubre, dando lugar a um mirante com guarda corpo, o qual poderá ser frequentado e aproveitado pelos moradores”, disse.