Pular para o conteúdo principal

Detalhe de novo bebê gorila no colo de sua mãe.
Foto: Hernandes Tinoco

Novo bebê gorila é a primeira fêmea nascida no Jardim Zoológico de BH

14/08/2019 | 20:45 | atualizado em 14/08/2019 | 20:45
Uma semana após comemorar o aniversário de cinco anos de Sawidi, primogênito da família de gorilas que vive no Jardim Zoológico de Belo Horizonte, a Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica, comemora mais uma boa notícia: a confirmação do sexo do mais novo filhote gorila, nascido no dia 8 de junho deste ano.

 

Sawidi, Jahari e Ayo agora serão irmãos protetores da primeira fêmea nascida no Jardim Zoológico, já que as fêmeas adultas Lou Lou e Imbi vieram diretamente do Reino Unido com 9 e 11 anos de idade, respectivamente, para fazer companhia a Leon, macho vindo da Espanha. O quarto filhote nascido no Zoológico de Belo Horizonte em breve terá seu nome escolhido por meio de votação popular na internet, a exemplo de outros filhotes nascidos na instituição.

 

O gerente do Jardim Zoológico, Humberto Mello, explica que agora a hora é de comemorar. “O nascimento de um quarto filhote reforça que estamos no caminho certo, comprovando nossa experiência no manejo desta espécie e o sucesso das práticas aqui adotadas. Nesses primeiros meses nosso foco foi oferecer o máximo de autonomia, privacidade e conforto para a família e, por isso, a confirmação do sexo do bebê gorila levou esse tempo. Agora, vamos iniciar as tratativas com a Secretaria Municipal de Educação para o trabalho de conscientização e estudo da espécie com as crianças, que vão nos ajudar a selecionar nomes, juntamente com nossos funcionários, para irem para a votação popular”, explicou.

 

 

Risco de extinção

O gerente ressaltou, ainda, que esta etapa é muito importante, pois um dos critérios utilizados para definição da manutenção ou busca de um animal para compor o plantel de um zoológico está baseado no papel que cada espécie pode ter para a eficácia das ações de educação ambiental e de conservação da espécie.

 

“Assim como já fazemos com as escolas e famílias que visitam o Zoológico, que sempre têm a oportunidade de conhecer sobre as espécies nas nossas atividades chamadas ‘Encontro com’, podemos agora trabalhar com as escolas municipais os aspectos da cultura, geografia e do ambiente em que os gorilas estão inseridos para que os alunos possam fazer boas escolhas de nomes, que representem os animais e suas características. De origem africana, os gorilas são uma espécie ameaçada de extinção e esse é o ponto alvo das ações de educação ambiental que desenvolvemos, buscando preservar a espécie e o seu habitat”, assinalou Humberto.

 

Outro critério que tem grande peso na formação do plantel de um zoológico é a existência de condições (espaço, infraestrutura, equipe técnica qualificada, orçamento) para manter esses animais em excelentes condições de vida, visando a sua conservação e até sua reprodução.

 

“As reproduções bem sucedidas são resultados do ótimo trabalho de uma equipe qualificada formada por biólogos, médicos veterinários, tratadores e auxiliares, e do pessoal do administrativo, todos empenhados em fazer funcionarem os mecanismos necessários para garantirmos um bom espaço, alimentação de qualidade, manejo correto, entre outros. E vale destacar o programa de Bem-estar Animal como um excelente instrumento para proporcionar a melhor qualidade de vida desses animais que estão sob cuidados humanos”, afirmou o gerente.

Últimas Notícias

Vista aérea do Parque Juscelino Kubistchek, durante o dia. Parque Juscelino Kubistchek vai receber obras para maior conforto dos visitantes
Mais conhecido como Praça JK, o parque terá sua quadra de futebol de areia, muito procurada pelas comunidades, completamente reformada. 
14/08/2019 | 21:09
Mais de trinta pessoas passeando no BH é da Gente - Savassi, durante o dia. Shows de jazz, bossa e samba são atrações do BH é da Gente de domingo, dia 18/8

BH é da Gente tem ‘boliche ecológico’, ação contra Leishmaniose e shows de jazz, bossa e samba, neste domingo, dia 18/8.

14/08/2019 | 21:02