Pular para o conteúdo principal

Nota da PBH - Educação

05/06/2018 | 14:56 | atualizado em 05/06/2018 | 14:56

 A respeito da matéria veiculada no jornal “O Tempo”, intitulada “Negociações voltam a andar”, esclareço os seguintes fatos:

1. Não autorizei, assim como não apresentei, nenhuma nova proposta ao comando de greve.
2. Qualquer nova proposta que tenha sido apresentada em reunião formal ou informal é falsa e desprovida de legitimidade e autoridade.
3. Reafirmo que determinei ontem, como já reportei à imprensa, a retirada da proposta anterior.
4. A proposta apresentada em 02/05/2018, recusada pelo Sindicato e já retirada pela Prefeitura, concederia aumentos de até 21,55%. Trata-se do maior aumento já proposto desde a criação da carreira.

    Reafirmo que a volta às aulas será o sinal claro da retomada das negociações, e que, não sendo assim, a cidade deve se preparar para uma longa greve. O Sindicato, infelizmente, não representa de verdade as professoras que precisam de melhores salários, respeito à carreira e condições dignas de trabalho, nem as mães que necessitam voltar às suas rotinas, já tão prejudicadas pela situação de nosso país.

    O Brasil mudou não para alguns, mas para todos.


 
Alexandre Kalil
Prefeito de Belo Horizonte