Pular para o conteúdo principal

Idosa colorindo através do projeto “Gentilezas para colorir”
Foto: Divulgação PBH

Movimento Gentileza leva segunda edição do “Gentilezas para colorir” a idosos

08/05/2020 | 17:12 | atualizado em 15/05/2020 | 17:37

Durante a quarentena, o Movimento Gentileza oferece aos idosos residentes nas 28 Instituições Filantrópicas de Longa Permanência de Idosos (ILPIs) de Belo Horizonte e em 12 da região metropolitana uma opção de lazer e entretenimento. Uma vez ao mês, a ação “Gentilezas para colorir” leva aos lares um novo caderno de ilustrações personalizado com 14 desenhos assinados por um artista mineiro. Caixas de lápis de cores, apontadores e borrachas também já foram entregues na primeira etapa da ação.

A iniciativa, coordenada pela voluntária social e primeira-dama do município, Ana Laender, é realizada com o apoio de parceiros. Nesta segunda edição, os idosos vão se divertir com as aventuras do bolinho mais famoso de BH. A artista Raquel Bolinho, criadora do personagem que tomou conta de muros da capital e de diversas cidades pelo Brasil, colocou a figura em situações cotidianas da terceira idade.

“A aceitação da primeira entrega que fizemos foi excelente. Por isso, decidimos dar continuidade a ação, valorizando também o trabalho de outros artistas belo-horizontinos, como a Raquel, que gentilmente retratou seu personagem dentro do universo de identificação dessas pessoas”, conta Ana Laender. 

Ao todo, mais de 800 idosos são beneficiados com a ação, levando em consideração apenas os institucionalizados que ainda tem a capacidade cognitiva preservada. A dinâmica, geralmente realizada coletivamente, exercita a criatividade e a memória e estimula outras atividades artísticas, como o canto e a dança.

“Não há nada melhor para eles do que o colorir. Essas cores simbolizam o arco-íris, que vem como um sinal de esperança e são um alívio nesse momento que os idosos estão longe do convívio da família e da comunidade”, afirma Lúcia Helena, coordenadora do Lar Recanto Feliz São Francisco de Assis, no Bairro Betânia.

Para os próximos meses já estão confirmadas as participações dos artistas visuais Binho, Prisca Paes, Ramar e Tão. No intuito de reforçar a segurança, todos os lares são orientados a higienizar os kits no momento do recebimento, bem como recebem dicas sobre o manuseio dos objetos.

 

Sobre o Movimento Gentileza

Em dois anos e meio de atuação em Belo Horizonte, o Movimento Gentileza trabalha com a realização e apoio a diversas ações que contribuem para uma cidade mais gentil com a cena urbana e os cidadãos, sempre em parceria com o poder público municipal e a iniciativa privada.

Idealizado e coordenado pela voluntária social e primeira-dama do município, Ana Laender, o Movimento é responsável por iniciativas dedicadas à inclusão social e cultural de crianças, jovens e idosos, bem como a requalificação do espaço urbano por meio da arte e ações de preservação da memória da cidade. 


 


Últimas Notícias

Informativo sobre o Coronavírus em Belo Horizonte Baixa de construção pode ser obtida utilizando drone e por meio digital

A Prefeitura construiu um procedimento para que a baixa de construção possa ser feita por fotos e vídeos obtidos por drone.

29/05/2020 | 17:37
Prestação de contas na Câmara Municipal de Belo Horizonte PBH intensifica ações na Saúde e Políticas Sociais, mesmo com queda nas receitas

Dados demonstram que o Município arrecadou R$ 4,7 bilhões de janeiro a abril, cerca de 34% do total previsto para o ano – R$ 13,7 bilhões.

29/05/2020 | 12:05