Pular para o conteúdo principal

Quatro crianças em biciletas, auxiliadas por monitor, em Escolinha de Bike circuito didático de trânsito, na Fundação de Parques Municipais.
Foto: Divulgação PBH

Mobilidade urbana e diversão são temas de projeto realizado em parques na cidade

27/04/2018 | 20:05 | atualizado em 13/06/2018 | 17:02
Os parques municipais Parque Jacques Cousteau e Primeiro de Maio vão receber atividades do projeto Escolinha de Bike, por meio da parceria entre a Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica (FPMZB), Tembeci e Banco Itaú. No domingo, dia 29 de abril, das 9h às 16h, as atividades serão realizadas no Parque Jacques Cousteau, no bairro Betânia, região Oeste. E no feriado do dia 1º de Maio, também das 9h às 16h, será a vez do Parque Primeiro de Maio, na região Norte, receber o projeto. O público-alvo do projeto são crianças de 2 a 7 anos de idade e o objetivo principal, além de garantir a diversão da garotada, é orientar os pequenos a lidarem de forma harmoniosa com a questão da mobilidade urbana, colocando-os no papel de ciclistas para que entendam, na prática, as regras de trânsito e sua rotina.


Uma cidade cenográfica é montada para que os pequenos aprendam como é o dia a dia de um ciclista no meio urbano. Nela há elementos de sinalização como placas de trânsito de “Pare” e “Estacione”, e também semáforos para veículos e pedestres. Além disso, infláveis de três meninos e uma árvore são colocados ao longo do trajeto. A atividade conta com o orientação de um produtor, um educador e três monitores que são responsáveis pelo empréstimo de 10 bicicletas do tipo balance, 15 bicicletas aro 16 e outras 15 bicicletas aro 12. Tudo para que os participantes possam simular situações reais de trânsito nas cidades.


Cada atividade tem duração de 30 minutos com grupos formados por no máximo oito crianças. Nos primeiros 15 minutos os pequenos têm uma conversa inicial com o monitor com o objetivo de fazer com que elas descubram como seria uma cidade considerada melhor para todos. Esse também é um importante momento de conscientização e engajamento dos pais ou responsáveis que estão acompanhando a ação. 

 

Nessa conversa, os monitores levam as crianças a refletirem sobre as formas existentes de se deslocar pela cidade e a responsabilidade que os veículos maiores têm de proteger os condutores dos veículos menores, ou seja, o dever do carro de proteger a bicicleta e o dever da bicicleta de proteger o pedestre. Os monitores ensinam aos ciclistas mirins como respeitar as regras de trânsito e os conduzem até as placas do percurso para explicar o significado de cada uma delas. É importante ressaltar que “Na escolinha” a bicicleta é apresentada como um meio de transporte atrativo que não polui o meio ambiente; é rápida quando tem trânsito; possui a vantagem de ser silenciosa; não ocupa muito espaço, promove a saúde e, inclusive, proporciona às pessoas uma forma diferente de apreciar a paisagem.


 Após as instruções, os pequenos pedalam pelo circuito para se divertirem e colocarem em prática o que aprenderam. Ao final da atividade eles recebem uma carteira de habilitação de ciclista com brinde e lembrança da atividade.


Este ano, a Escolinha de Bike já foi realizada dentro da programação do Projeto Férias nos Parques, contemplando os parques Renato Azeredo, Ecológico da Pampulha, Roberto Burle Marx, Nossa Senhora da Piedade e Municipal Fazenda Lagoa do Nado. Em seguida, os Parques Vencesli Firmino da Silva e do Confisco sediaram a atração. 



Serviço

• Parque Jacques Cousteau (Rua Augusto José dos Santos, 366, bairro Betânia)
Data: 29/04
• Parque Primeiro de Maio (Rua Joana D’Arc, 190, bairro Primeiro de Maio)
Data: 1º/05
 As atividades acontecem das 9h às 16h.