Pular para o conteúdo principal

Fachada do MIS Cine Santa Tereza, ao cair da tarde.
Foto: Ricardo Laf/PBH

MIS Cine Santa Tereza recebe mostra de cinema sobre equidade de gênero

06/12/2019 | 15:42 | atualizado em 09/12/2019 | 09:36

O MIS Cine Santa Tereza recebe, a partir de sexta-feira, dia 6 de dezembro, a primeira edição da Mostra de Cinema “Diálogos pela Equidade”. Até o domingo, dia 8, serão exibidos documentários e filmes relacionados às questões de gênero e ao cotidiano de uma diversidade de mulheres no Brasil e no mundo. A entrada é gratuita e a retirada de ingressos poderá ser feita na bilheteria do cinema 1h antes da sessão.

 

O evento é promovido pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, da Fundação Municipal de Cultura e da Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania.

           

A programação foi desenvolvida pela Diretoria de Políticas para Mulheres para a campanha internacional fomentada pela ONU Mulheres "16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres". A campanha começou em 25 novembro, Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, e vai até 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos.

 

Todos os dias acontecerá, ao final das exibições, uma roda de conversa com a participação de profissionais da Diretoria de Políticas para Mulheres, do Centro Especializado de Atendimento à Mulher-Benvinda e convidadas da sociedade civil de movimentos feministas.

 

Serão exibidos os filmes Corpo Manifesto (2015), de Carol Araújo; Casamento Infantil (2017), de Raphael Erichsen; Yorimatã (2016), de Rafael Saar; Chega de Fiu Fiu (2018), de Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão; Filha da Índia (2015), de Leslee Udwin; As Mil Mulheres (2018), de Rita Toledo; Repense o Elogio (2017), de Estela Renner; e Lilás (2016), de Bruna Fortes e de Jacqueline Almeida.

 

 

Programação - I Mostra de Cinema Diálogos pela Equidade

Dia 6, sexta-feira

  • 17h30

Corpo Manifesto  

(Carol Araújo | Brasil | 2015 | Documentário | 28 min) 

O filme explora de maneira poética as dimensões simbólicas do corpo e sua representação, costurando imagens de uma performance da artista Nina Giovelli, com entrevistas de pensadoras e militantes feministas como Djamila Ribeiro, Margareth Rago, Marcia Tiburi, Laerte, Luiza Coppietters e Jéssica Ipólito. O documentário acompanha atos públicos feministas e mostra quem são e o que desejam as mulheres que ocupam as ruas e escancaram, com potência, fúria, poesia, humor e alegria, os mecanismos de dominação engendrados pelo poder patriarcal, lutando por um mundo mais ético e igualitário.

Classificação indicativa: 12 anos. 

 

Casamento Infantil  

(Raphael Erichsen | Brasil | 2017 | Documentário | 24 min) 

O Brasil é o quarto maior país em números absolutos de casamento infantil. Marília tem 15 anos e vive no interior do Maranhão. Daniela tem dois filhos e vive em um bairro de periferia de São Paulo. Em comum, a história de duas meninas que tiveram suas vidas impactadas pelo casamento precoce.

Classificação indicativa: livre.

 

  • 19h 

Yorimatã  

(Rafael Saar | Brasil | 2016 | Documentário | 116 min)

Em meio ao movimento hippie dos anos 70, Luhli e Lucina vivem o cotidiano criativo de uma comunidade alternativa. Com cerca de 800 composições no currículo, do violão aos tambores artesanais que constroem e tocam, elas vivem um relacionamento a três com o fotógrafo Luiz Fernando Borges da Fonseca, que registra tudo em filmes Super 8mm. Um filme sobre a liberdade e a busca das raízes primitivas culturais brasileiras.

Classificação indicativa:10 anos. Após a sessão, roda de conversa

 

Dia 7, sábado

  • 17h

Chega de Fiu Fiu  

(Amanda Kamanchek / Fernanda Frazão | Brasil | 2018 | Documentário | 73 min) 

Por meio de imagens coletadas por câmeras escondidas, acompanhe o dia a dia de três mulheres com vidas distintas, vendo como a violência de gênero é constantemente praticada no espaço público urbano. Especialistas discutem o assunto, buscando encontrar respostas e alternativas para a uma questão fundamental: se as cidades foram feitas para as mulheres.

Classificação indicativa: livre.

 

  • 19h

Filha da Índia  

(India’s Daughter | Leslee Udwin | | Reino Unido / Irlanda do Norte | 2015 | Documentário | 62 min). 

O filme conta a história de uma jovem de 23 anos, estudante de medicina, que sofreu um estupro coletivo em um ônibus, em dezembro de 2012, em Nova Delhi, Índia. O crime provocou protestos sem precedentes no país e deu início a uma discussão sobre violência sexual e direitos das mulheres em diversos países.

Classificação indicativa:18 anos. Após a sessão, roda de conversa

 

Dia 8, domingo

  • 17h

As Mil Mulheres  

(Rita Toledo | Brasil | 2018 | Documentário | 84 min) 

Quatro artistas desenvolvem obras inspiradas por histórias de outras mulheres. Entre escolhas, reflexões, falhas e acertos, as artistas revelam como conectam seu universo interior às questões do mundo à sua volta. Ao entrelaçar arte e ativismo, o filme lança luz às diversas faces do feminismo hoje.

Classificação Indicativa: 10 anos. Sessão Materna 

 

  • 19h

Repense o elogio  

(Estela Renner | Brasil | 2017 | Documentário | 48 min) 

Repense o Elogio é um documentário que propõe uma conversa sobre a maneira como as crianças são elogiadas. Enquanto meninas são muitas vezes elogiadas apenas por sua aparência, meninos podem receber elogios ressaltando suas habilidades.

Classificação indicativa: livre. 

 

Lilás

(Bruna Fortes / Jacqueline Almeida | Brasil | 2016 | Documentário | 19 min) 

Lilás acompanha o cotidiano de crianças de 4, 5 e 6 anos durante atividades realizadas em salas de aula, e apresenta uma reflexão sobre a formação da identidade de meninas e meninos durante a infância, a participação da mídia, da escola e do imaginário coletivo nessa construção.

Classificação indicativa: livre.  Após a sessão, roda de conversa


Últimas Notícias

Agentes da Defesa Civil em atendimento na Vila Biquinhas Prefeitura atende 474 chamados em razão das chuvas nas últimas 36 horas

Assim como no dia anterior, moradores do Barreiro foram os que mais acionaram a Defesa Civil, totalizando 53 chamados nesta sexta-feira.

24/01/2020 | 19:10
Ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, o procurador-geral de Justiça Antônio Sérgio Tonet e o prefeito Alexandre Kalil Ministra Cármen Lúcia visita gabinete do prefeito no COP

O encontro foi realizado no Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH), para onde o prefeito transferiu seu gabinete.

24/01/2020 | 14:23