Pular para o conteúdo principal

Muitas crianças sentadas em uma quadra.
Foto: Divulgação/PBH

Mais de 18 mil já fizeram o Cadastramento Escolar em BH

22/06/2017 | 17:21 | atualizado em 23/06/2017 | 18:30

O Cadastramento Escolar 2018 está sendo feito, pela primeira vez, pela internet e, em Belo Horizonte, a novidade tem sido bem recebida pelos interessados: mais de 18 mil pessoas já fizeram o cadastro. Isso representa cerca de 85% da expectativa da Secretaria Municipal de Educação (SMED) para este ano. Quem ainda não se cadastrou deve ficar atento, pois o prazo termina na próxima sexta-feira, dia 23, e o período de cadastramento não será prorrogado.


O Cadastramento Escolar é voltado para todas as pessoas que vão ingressar no ensino fundamental em uma escola da Rede Pública, no próximo ano (2018). Principalmente para estudantes de seis anos ou que completarem essa idade até o dia 30 de junho de 2018 e que desejam ingressar no 1º ano do ensino fundamental. Para fazer o cadastro, o interessado deve acessar o portal de Cadastramento. Se os pais ou responsáveis não tiverem acesso à internet, poderão utilizar os computadores em uma das nove Gerências Regionais de Educação ou em escolas que permaneçam abertas nos fins de semana.
 

O cadastro pela internet é feito por meio do Cadeweb, sistema informatizado desenvolvido pela SMED e pela Prodabel. O sistema propicia maior agilidade e transparência ao processo de cadastro de candidatos a vagas no Ensino Fundamental, em escolas municipais ou estaduais. A alocação do candidato na escola será realizada de maneira automática, por meio do georreferenciamento dos dados, escolhendo a vaga mais próxima da sua residência. Por isso, é importante o preenchimento correto do endereço, incluindo o CEP.

 

Quem precisa ser cadastrado

Devem ser cadastradas todas as crianças a partir de seis anos ou que completarem essa idade até o dia 30 de junho de 2018 e que desejam ingressar no 1º ano do ensino fundamental. As crianças que estão matriculadas nas creches parceiras da Prefeitura precisam ser cadastradas. 


Estudantes vindos de outras localidades ou transferidos de escolas particulares e candidatos à Educação de Jovens e Adultos (EJA) que desejam ingressar na rede pública também precisam ser cadastrados. Para os menores de 18 anos, a inscrição deve ser feita pela mãe, pelo pai ou por um responsável maior de 18 anos.
 

O cadastramento escolar permite dimensionar a demanda escolar, encaminhando para as escolas mais próximas de suas residências as crianças que vão iniciar os estudos, os alunos que desejam a transferência para a rede pública e os estudantes que queiram retornar à escola, seja qual for o ano do ensino fundamental. Com a demanda apresentada no cadastramento, a Secretaria Municipal de Educação (SMED) analisa o fluxo escolar, a capacidade física das escolas e faz a distribuição de alunos de acordo com a capacidade das instituições de ensino.

 

Quem não precisa se cadastrado

As crianças da educação infantil que já estiverem matriculadas nas escolas municipais e nas Umeis da Prefeitura de Belo Horizonte não precisam ser cadastradas, pois elas serão inscritas automaticamente.

 

Resultados do cadastramento escolar

A divulgação do resultado também será realizada pelo Cadeweb, que emitirá no ato do cadastro um número de protocolo para permitir a consulta. O resultado do cadastramento escolar estará disponível no Portal da PBH, a partir do dia 1º de dezembro de 2017. Os candidatos receberão também, em seus endereços, correspondência informando a escola para onde foram encaminhados, assim como local e data de matrícula.

 

Matrículas

As matrículas serão realizadas de 11 a 15 de dezembro de 2017. Para garantir a vaga, o aluno, ou seu responsável, deverá comparecer à escola para qual foi encaminhado para efetivar sua matrícula levando os seguintes documentos:
 
- cópia e original da conta de luz da residência do candidato, em conformidade com o endereço atestado na inscrição;

- CPF do responsável;

- cópia e original da certidão de nascimento ou carteira de identidade do aluno;

- comprovante de escolaridade, quando for o caso de transferência de outros municípios, retorno aos estudos ou cursos da EJ​A.