Pular para o conteúdo principal

Participaram da mesa de abertura da I Semana Belo Horizonte Cidade Inteligente Aluizer Malab, Presidente da Belotur; Leopoldo Albuquerque, pres. do Instituto Smart Cities; Paulo Lamac, vice-prefeito de Belo Horizonte; Leandro Garcia, presidente da Prodabel; Bruno Miranda, Secretário Adjunto de Desenvolvimento Econômico; Jean Mattos, Secretário Adjunto de Planejamento. O professor e doutor holandês Marcel Hertogh palestrou aos participantes.
Foto: Rodrigo Clemente/PBH

I Semana Belo Horizonte Cidade Inteligente apresenta novidades tecnológicas

26/04/2018 | 20:10 | atualizado em 13/06/2018 | 15:42
A I Semana Belo Horizonte Cidade Inteligente continua até esta sexta-feira, dia 27 de abril, com o encerramento do hackaton “IoT, Dados Abertos e Soluções Urbanas”. Na ocasião as 32 equipes inscritas vão apresentar suas soluções para atender a desafios reais da cidade, nas áreas de atuação do Centro de Operações de Belo Horizonte, BHTrans, Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil e secretarias municipais de Meio Ambiente, Educação e Assistência Social, Segurança alimentar e Cidadania. Os primeiros colocados serão premiados com mentorias de profissionais renomados do mercado e visitas técnicas a grandes empresas.


As atividades do hackaton marcaram a inauguração oficial do Laboratório Aberto de IoT da Prodabel, que faz parte das ações do programa Belo Horizonte Cidade Inteligente. Entre os objetivos do programa está a aproximação entre poder público, empresas, universidades e cidadãos para fortalecer o ecossistema tecnológico e tornar a capital uma referência na área de soluções inteligentes. 


O conjunto de iniciativas foi apresentado dia 20/4 na sede da Prefeitura de Belo Horizonte, para um público formado por especialistas, empreendedores e executivos do setor de tecnologia da informação, além de autoridades e servidores municipais. 


A cidade também vem se destacando como sede de eventos do setor. Nos dias 21 a 22/4 foi realizada a terceira etapa do Uber HACK - o Hackathon da Mobilidade, no Órbi Conecta, com a proposta de encontrar soluções inovadoras para melhorar a mobilidade urbana. 


Já nos dias 27 a 29 de abril, BH será palco de mais uma edição do Startup Weekend Smart Cities. O evento tem o objetivo de discutir ideias e propostas viáveis para criação de startups, com a participação de empreendedores e aspirantes a empreendedores. Durante o encontro, eles têm a oportunidade de desenvolver modelos de negócios, programação, design e validação de mercado.

 


Abertura com casa cheia

No dia 20/4, mais de 200 pessoas assistiram à abertura da I Semana Belo Horizonte Cidade Inteligente no auditório JK, na sede da PBH. O presidente da Prodabel, Leandro Garcia, afirmou que Belo Horizonte reúne todas as condições para se tornar a cidade mais inteligente do Brasil. “Nosso desafio é utilizar melhor a infraestrutura existente e, se possível, ampliá-la, além de trazer parceiros que ajudem na tarefa de ligar pontos, que, na prática, é fazer com que os atores do cenário tecnológico conversem entre si.”

 


Novo aplicativo

Durante o evento foi lançado o PBH App, nova plataforma de relacionamento da Prefeitura com o cidadão voltada para smartphones. Por meio dele podem ser solicitados e acompanhados facilmente os serviços mais comuns demandados à Prefeitura, tais como tapa buraco e fiscalização. Disponível gratuitamente para os sistemas Android e IOS, o PBH App substitui o antigo aplicativo BH Resolve Mobile.


O secretário municipal adjunto de Desenvolvimento Econômico, Bruno Miranda, apresentou o BHLab, conceito que reúne quatro ações municipais de fomento à inovação: o Laboratório de Empreendedorismo Digital Social (Leds), que prevê a oferta de qualificação profissional em Programação para pessoas de áreas de vulnerabilidade social e a Fábrica de Soluções, que já conta com uma aceleradora de negócios, em parceria com a Fumsoft e, além disso, funcionará como a porta de entrada de projetos inovadores na PBH, em parceria com universidades, instituições de pesquisa e empresas.


Já o FuTurismo, o programa de inovação da Belotur, contempla a pesquisa em inovação turística para promoção da cidade como destino turístico inteligente. Ele foi concebido sob três óticas: estudos e pesquisas; disseminação do conhecimento através de seminários temáticos e do laboratório de inovação no turismo. 


Também faz parte do BHLab o Laboratório Aberto de IoT (Internet of Things, em inglês, ou Internet das Coisas). Localizado na sede da Prodabel, no bairro Caiçara, o espaço conta com diversos equipamentos que simulam o dia a dia da cidade e pode ser utilizado para testar as soluções e desenvolver protótipos.

 


Palestra e cooperação internacional

Ainda durante o evento, o professor Marcel Hertogh, chefe de grupo de pesquisa na Faculdade de Engenharia Civil e Geociências da Universidade de Tecnologia de Delft, na Holanda, apresentou o tema “Cidades Inteligentes para cidadãos inteligentes e infraestruturas”. Com experiência em projetos complexos de engenharia, ele defende a adoção de soluções inovadoras no desenvolvimento urbano, para que as obras civis sejam realizadas em sintonia com a preservação do meio ambiente e os valores da vida cotidiana das pessoas. Após a palestra foi assinado o protocolo de intenções entre Belo Horizonte e Amsterdam, para cooperação e troca de informações visando o desenvolvimento de “smart cities”.


Leopoldo Albuquerque, presidente do instituto Smart City Business América, parabenizou a gestão municipal pela realização do evento e pela implementação da parceria público-privada de iluminação pública: “Belo Horizonte saiu na frente com a maior PPP de energia elétrica do mundo. Muitas cidades até começaram antes, mas BH começou a implementar primeiro. As parcerias público-privadas são a solução para as cidades, que estão com grandes dificuldades financeiras”, disse.