Pular para o conteúdo principal

Homem detido após acionamento do Botão do Assédio teve prisão ratificada

07/11/2018 | 18:43 | atualizado em 18/07/2019 | 12:08
A prisão em flagrante do homem acusado de importunar sexualmente uma passageira da linha 3051 (Bairro Flávio Marques Lisboa / Savassi), efetuada por agentes da Guarda Municipal de Belo Horizonte (GMBH), no final da manhã desta quarta-feira, dia 7, após o motorista do coletivo acionar o Botão do Assédio, foi ratificada pela delegada da Polícia Civil que recebeu a ocorrência, na Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher. Identificado como D.F.R, de 37 anos, o homem foi atuado por importunação sexual e seguiu para o Centro de Remanejamento de Presos (Ceresp), da Gameleira.
 
A vítima, uma passageira de 51 anos, contou que estava seguindo viagem no ônibus, quando notou que o homem estava com o zíper da calça aberto, se masturbando. Revoltada, ela gritou e chamou a atenção dos demais passageiros para o fato. O motorista percebeu o que estava acontecendo e acionou o Botão do Assédio, seguindo as orientações recebidas durante o curso de capacitação realizado pelo Grupo Contra o Assédio Sexual a Mulheres no Transporte Público, composto por agentes femininas da Guarda Municipal e da BHTrans.
 
O episódio ocorreu quando o coletivo transitava pela avenida Úrsula Paulino, bairro Betânia, Regional Oeste da capital. A partir de então, a Transfácil (Consórcio Operacional do Transporte Coletivo de Passageiros por Ônibus de Belo Horizonte) utilizou o GPS para localizar o veículo e passar a informação ao Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte (COP-BH). A Guarda Municipal foi acionada e uma viatura seguiu para o local, fazendo a abordagem ao suspeito. Os guardas deram voz de prisão ao homem e o conduziram, junto com as testemunhas e a vítima, até a Delegacia de Mulheres.



Grupo Contra Assédio Sexual nos Coletivos faz abordagens educativas a passageiras do metrô com entrega de apitos e folhetos

 

A equipe de agentes femininas da Guarda Municipal de Belo Horizonte (GMBH) e da BHTrans que integram o Grupo Contra o Assédio Sexual a Mulheres no Transporte Público, estiveram na plataforma de embarque e desembarque do metrô, na Estação Central. Elas abordaram passageiras e entregaram apitos e folhetos educativos que marcam a campanha da Prefeitura contra a importunação sexual.
 
Pela manhã, das 9 às 11 horas, e na parte da tarde, entre 14 e 16 horas, a equipe permaneceu no local, agindo em parceria com agentes femininas de segurança ferroviária da CBTU para incentivar as mulheres a romperem o silêncio quando forem vítimas de assédio no transporte público.
 
Cerca de 200 apitos e folhetos foram entregues durante o embarque feito pelas agentes nos vagões. Na semana passada, uma ação semelhante foi realizada pelo grupo na Estação São Gabriel. Novas rodadas de distribuição serão agendadas nas próximas semanas.