Pular para o conteúdo principal

Guarda Municipal revela estratégia de ação e apresenta balanço parcial

02/03/2019 | 14:45 | atualizado em 04/03/2019 | 18:25

Durante os dias de folia, a Guarda Civil Municipal de Belo Horizonte se programou para atuar nas ruas com todo o seu efetivo, composto por 2.054 agentes. Divididos em turnos e escalas, os guardas municipais estão posicionados de forma estratégica em todas as nove regionais da capital, atentos à movimentação das pessoas e prontos para intervir, sempre que necessário.

 

As rondas feitas a pé permitem que os agentes circulem entre os foliões, estabelecendo maior proximidade com a população para aumentar a sensação de segurança nas ruas. O patrulhamento em viaturas, por sua vez, garante agilidade ao deslocamento e ainda permite ampliar a área de cobertura do efetivo.

 

O auxílio do Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte, com o repasse de informações visualizadas pelas câmeras espalhadas pela cidade, possibilita que os guardas se deslocam para reforçar o policiamento em áreas com registro de conflitos ou com a presença de grupos em atitude suspeita.


A utilização da Unidade Móvel de Segurança Pública (USP) da Guarda Municipal, dotada de equipamento que permite a captação de imagens e sua transmissão em tempo real para as forças de segurança, completam o esquema montado para garantir um Carnaval seguro a todos os foliões que optaram por curtir a folia em BH.


Balanço do dia 28 de fevereiro a 1 de março:

. 28 ocorrências registradas;

. 11 pessoas presas;

. 01 veículo furtado recuperado;

 

Principais ocorrências:

. 03 acidentes de trânsito; 

. 02 desacatos;

. 02 ameaças;

. 02 consumos de drogas;

. 02 furtos;

. 02 agressões;

. 01 lesão corporal;

. 01 roubo.

 

Lista de apreensões:

. 03 porções de maconha;

. 01 pino de cocaína; 

. 01 frasco de loló.