Pular para o conteúdo principal

Foliã de Carnaval conversa com guarda municipal feninina, ao lado de guarda masculino, durante o dia. Outro guarda está ao fundo.
Foto: Divulgação PBH

Guarda Municipal orienta foliões sobre como evitar riscos durante Carnaval

15/02/2019 | 14:54 | atualizado em 09/04/2019 | 10:29
Garantir um Carnaval seguro, no qual a diversão e a alegria ocupem todos os espaços, sem dar chance para que a violência e o vandalismo entrem na festa. Este é objetivo da Prefeitura de Belo Horizonte que, por meio da Guarda Municipal, destaca a importância de que cada cidadão contribua para garantir uma folia sem registros de agressões, vítimas de ferimentos ou de vandalismo.

 

Comandante da Guarda Municipal, Rodrigo Prates explica que este ano a corporação elaborou uma lista composta por apenas seis itens para servir de referência como dica de segurança para os foliões. “Parece que é pouco, mas são atitudes que, se forem seguidas, vão fazer toda a diferença”, garante. Segundo ele, a primeira dica, por exemplo, já é conhecida do público e vem sendo defendida desde o Carnaval passado:

 

- Não consuma bebida em garrafa de vidro nas aglomerações;

- Não compre churrasco servido em espetos durante eventos;

- Evite expor seu celular, tirando fotos ou fazendo ligações na multidão;

- Leve apenas uma pequena quantia em dinheiro;

- Não reaja a provocações ou a brincadeiras indesejáveis;

- Planeje seu retorno para casa, verificando desvios e mudanças de pontos de ônibus.

 

As garrafas de vidro e espetos de churrasco, mesmo os de madeira, que parecem inofensivos, podem se tornar armas durante tumultos generalizados, ocasiões que acabam resultando também em danos ao patrimônio público. Já celulares, dinheiro e objetos de valor estimulam a ação de ladrões, podendo resultar em corre-corre e agressões.

 

Turistas

Os agentes da Guarda Municipal estarão estrategicamente espalhados pela capital, atentos à movimentação das pessoas e prontos para intervir, sempre que necessário. Será possível encontrar entre eles guardas bilíngues, com domínio do Inglês e do Espanhol, capacitados para ajudar, sobretudo, turistas estrangeiros com informações diversas.

 

As rondas serão feitas a pé, permitindo que os agentes circulem entre os foliões, e também em viaturas, para dar agilidade ao deslocamento e ainda ampliar a área de cobertura do efetivo durante toda a folia. Para isso, o auxílio do Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte, com a visualização das câmeras, também será de fundamental importância.

 

Vale destacar ainda a utilização da Unidade Móvel de Segurança Pública da Guarda Municipal, dotada de equipamento que permite a captação de imagens e sua transmissão em tempo real para o Centro Integrado de Operações de Belo Horizonte - até mesmo no momento em que a van estiver em movimento -, possibilitando levar o monitoramento por vídeo também na áreas que não dispõem de câmeras fixas.

 

 

15/02/2019. Orientação da Guarda Municipal para o Carnaval. Fotos: Divulgação/PBH