Pular para o conteúdo principal

Retirada de areia em barranco na região Nordeste, interrompida por Patrulha Ambiental da Guarda Municipal.
Foto: Divulgação PBH

Guarda Municipal interrompe retirada de areia em córrego da região Nordeste

17/04/2019 | 19:58 | atualizado em 24/05/2019 | 15:07

Uma denúncia feita por moradores da regional Nordeste levou a Prefeitura de Belo Horizonte a realizar uma intervenção preventiva, por meio do Grupamento de Patrulha Ambiental da Guarda Municipal, na tarde desta terça-feira, dia 16, no bairro Ribeiro de Abreu. A população informou que a retirada ilegal de areia do córrego do bairro estaria obstruindo a rede de escoamento de água das chuvas, além de provocar o assoreamento do espaço onde está sendo construído um parque agroecológico.

 

Os guardas municipais vistoriaram o ponto da extração irregular de areia e constataram, ainda, que estaria ocorrendo também um descarte irregular de entulho no córrego. Novas visitas da fiscalização e também a promoção de ações de conscientização e orientação à comunidade local ocorrerão na área.

 

De acordo com o coordenador do Grupamento de Patrulha Ambiental, subinspetor Gilberto Rodrigues, além de provocar alagamentos durante o período das chuvas, a retirada de areia ou outros minerais, quando realizada sem a autorização dos órgãos competentes, configura em crime contra o Meio Ambiente, de acordo com a Lei de Crimes Ambientais, e resulta em punições para os envolvidos.