Pular para o conteúdo principal

Final da Mostra SUS-BH destaca as melhores experiências na saúde pública

17/10/2018 | 19:43 | atualizado em 01/11/2018 | 12:33

O Teatro Francisco Nunes foi o palco, nesta quarta-feira, 17/10, para o reconhecimento de experiências bem-sucedidas que fazem parte do dia a dia do SUS-BH. Em sua etapa final, a “Mostra SUS-BH - Promoção da Equidade: Cuidar de Quem Mais Precisa” premiou três trabalhos que trazem inovações na garantia do direito à saúde, com foco especialmente nas populações vulneráveis do Município de Belo Horizonte. Além disso, promoveu um espaço para a troca de reflexões sobre a gestão e o cuidado ao propiciar o intercâmbio de boas ações desenvolvidas no SUS-BH.
 

Os finalistas foram os trabalhos “Gestão do cuidado no território em área de ocupação”, em primeiro lugar;  “Promoção e educação em saúde no cenário de avaliação das condicionalidades do Programa Bolsa Família: relato de experiência na Atenção Primária à Saúde”; e “Oficinas de futsal como estratégia para lidar com as situações de violência e absenteísmo em escola do Taquaril", no segundo e terceiro respectivamente.
 

Foram inscritos 126 projetos na temática de “Promoção da Equidade” em qualquer ciclo de vida ou população, considerando os subtemas: Manejo clínico Socioassistencial, Rede de Atenção Intrasetorial, Participação da Comunidade na Saúde/Controle Social, Rede de Atenção Intersetorial, Vigilância em Saúde, Promoção da Saúde e Educação em Saúde.
 

Emocionado com o engajamento do público e a participação da Rede SUS nessa primeira edição, o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto, destacou a importância de ações como as reconhecidas pela Mostra. “É nossa missão promover saúde, com intersetorialidade, para pessoas mais vulneráveis, como idosos em instituições de longa permanência, gestantes, dependentes químicos, moradores de rua. Sabemos que é importante a ação de todos e que não existe medicina sem amor, sem misericórdia”, declarou.
 

A presidente do Conselho Municipal de Saúde, Carla Anunciata, também salientou a relevância da iniciativa. “Temos um conselho protagonista que questiona e reconhece os avanços. Agimos assim porque amamos o SUS-BH”, disse.

 

Propostas vencedoras    

Depois de quase dois meses de apresentações e avaliações, nove iniciativas chegaram à final e três se consagraram campeãs. A grande vencedora da Mostra SUS-BH foi apresentada pela Agente Comunitária de Saúde (ACS), Elaine Morais Vieira. O trabalho “Gestão do cuidado no território em área de ocupação” realizou um levantamento e um diagnóstico na área de ocupação Vila Nova Paraíso, localizada na região do bairro Palmeiras. “Agora, essas 1.300 pessoas estão oficialmente cadastradas na Rede SUS-BH e passam a receber uma assistência mais humanizada e abrangente em termos de saúde pública”, relatou Elaine. A equipe recebeu um prêmio no valor de R$ 3.000,00.
 

O segundo lugar foi para uma iniciativa desenvolvida em Venda Nova, a “Promoção e educação em saúde no cenário de avaliação das condicionalidades do Programa Bolsa Família: relato de experiência na Atenção Primária à Saúde”, de autoria da enfermeira Lussandra Viviane Faria da Costa. Por meio do projeto da diretoria regional Venda Nova, foram desenvolvidas ações voltadas à promoção da saúde das crianças beneficiárias do programa Bolsa Família, a partir da educação e saúde para elas e suas famílias. Lussandra foi premiada com R$ 1.500,00.
 

“Oficinas de futsal como estratégia para lidar com as situações de violência e absenteísmo em escola do Taquaril” levou o terceiro lugar com o projeto de Tânia Moreira Duarte, Rodrigo Lemos de Azevedo, Herman Ferreira da Silva e Áurea Marques. O trabalho, da diretoria regional Leste, teve como objetivo reduzir os índices de violência entre adolescentes de 12 e 16 anos por meio do esporte. Pela terceira colocação, o grupo recebeu R$ 500,00.
 

Durante a Mostra, em comemoração aos 30 anos do SUS, representantes dos gestores, dos trabalhadores e dos usuários foram homenageados pela dedicação e o comprometimento com o sistema no Município. Joana Darc Andrade, Salatiel Flávio de Oliveira Castro e Maria das Graças Nascimento receberam, como agradecimento, uma placa das mãos da secretária municipal adjunta de Saúde, Taciana Malheiros.

 

Somos SUS-BH

Durante o evento, foi lançado o selo “Somos SUS-BH - Cuidando de quem mais precisa”. Além de ser um marco na comemoração dos 30 anos do sistema, o selo tem o objetivo de fortalecer e valorizar a imagem e os serviços oferecidos pelo SUS em Belo Horizonte.
 

A nova marca vai se unir às logomarcas da PBH e do SUS usadas em cartazes, campanhas, peças eletrônicas, eventos e serviços ofertados pela Rede SUS-BH. O selo, que será incluído também nos bottons dos crachás dos servidores, vai agregar valor às ações voltadas para um público de aproximadamente dois milhões de pessoas que hoje estão cadastradas na Rede SUS-BH. “O selo tem o propósito de trazer orgulho e pertencimento na construção do SUS-BH”, definiu a secretária adjunta Taciana Malheiros.

 

Integra Pop Rua realiza atendimentos no Parque Municipal

Paralelamente à Mostra, foi realizada a quinta edição do Integra Pop Rua. A ação levou diversos serviços de promoção à saúde, assistência social, lazer, esporte e cultura à população em situação de rua. Foram ofertados atendimentos de vacinação, avaliações clínicas, testes rápidos para Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), orientações sobre saúde bucal e tuberculose.
 

José Ângelo Estevam tem 47 anos e, depois de perder o emprego e se divorciar, passou a viver nas ruas da capital. Apesar das dificuldades, ele não se deixa abater. Tem autoestima elevada e gosta de se cuidar. Com o cartão de vacina em dia e na mão, aproveitou para se imunizar. “Eu já vivo em uma condição mais difícil, então sempre que posso gosto de cuidar da saúde. Vou aproveitar tudo aqui hoje”, disse. 

Últimas Notícias

Fachada da Prefeitura de Belo Horizonte, durante o dia. Seminário Belo Horizonte mais Sustentável aborda impactos de economia verde

Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico promove na terça-feira, dia 11/12, na PBH, o Seminário Belo Horizonte Sustentável.

10/12/2018 | 18:00
Fotografia da Peça Oito Mulheres, encenada no Teatro Marília em 1966. Exposição sobre os 20 anos do Teatro Marília em cartaz a partir de 12/12

Prefeitura de Belo Horizonte destaca a importância histórica do Teatro Marília em exposição de 12/12/2018 a 3/3/2019.

10/12/2018 | 17:43