Pular para o conteúdo principal

Mais de vinte cidadãos passeiam de bicileta e fazem caminhada no cruzamento das avenidas Cristóvão Colombo e Getúlio Vargas; à frente, fonte da Praça da Savassi.
Foto: Ricardo Laf/PBH

Famílias se encantam com o programa BH é da Gente

20/02/2018 | 16:25 | atualizado em 27/02/2018 | 13:15
Pula-pula, escorregador, cama elástica, jogo de damas e até mesmo um show de rock. O pequeno Arthur, de apenas 5 anos, aproveitou algumas das atrações da última edição do BH é da Gente, programa que é realizado aos domingos pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), na área central da Savassi. “Com pouco tempo que estamos na avenida, ele já se divertiu em muitos brinquedos e vamos assistir ainda ao show de rock, que é a paixão dele, apesar da pouca idade”, observa a funcionária pública e mãe de Arthur, Érika de Lima Martins Cindra. 

Moradora do bairro Novo Aarão Reis, na região Norte da capital, Érika esteve no último domingo, dia 18 pela primeira vez no programa, que é realizado há quase um ano pela PBH. Ela tomou conhecimento do evento pelo site da Prefeitura e não pensou duas vezes em levar o filho Arthur ao local.  

“Ele já pediu para a gente voltar no próximo domingo e trazer os patinetes e a bicicleta dele”, contou a mãe do garoto, adiantando que vai marcar presença na Savassi no próximo domingo, dia 25. “Aqui tem clima de encontro de famílias. Pais e filhos ficam tranquilos para se divertir em um ambiente urbano aconchegante e seguro”, pontua a funcionária pública. 

O BH é da Gente é realizado nos trechos das avenidas Getúlio Vargas e Cristóvão Colombo, que são fechados para o trânsito, das 7h às 14h, para a população se divertir e praticar esportes. Muitos dos frequentadores chegam ao local com bicicletas, patins e outros equipamentos esportivos e de lazer.  

O passeio na área de realização do programa já faz parte da rota dominical de caminhada do geógrafo Bruno Castro Ribeiro. Morador do bairro Santo Antônio, ele não abre mão de curtir as atrações e sentir a atmosfera do ambiente nas manhãs de domingo. Na última edição, ele estava sentado no meio-fio, assistindo à apresentação da banda de rock DaPenha, uma das atrações musicais do dia. “Gosto de curtir essa interação de crianças e adultos nas atividades recreativas, esportivas e musicais”, comentou Bruno.

A pedagoga Ana Oliveira Rodrigues, o marido Juliano Viana e as duas filhas, de 11 e 6 anos, são frequentadores assíduos do programa desde a implantação. A família gosta de explorar a área passeando de bicicleta. A empolgação de Ana com o BH é da Gente é tamanha que até contagiou a irmã dela, Luiza Rodrigues, que passou a fazer companhia à família nas pedaladas. 

“O melhor local para crianças pequenas circularem de bicicleta é aqui, uma vez que nas ciclovias a velocidade das pedaladas é maior, o que impossibilita a participação da minha filha de 6 anos. Além disso, gosto do programa porque ele nos permite a sensação de apropriação do espaço público, de inverter a prioridade de uso das vias, de podermos encontrar e bater papo com os amigos no meio da rua”, explica. 


 
Expansão 

Além da Savassi, o BH é da Gente será implantado este ano nas avenidas Silva Lobo, região Oeste, e José Cândido da Silveira, região Nordeste. 

Com atrações variadas a cada edição, como oficinas de modalidades esportivas, shows musicais e outras, o programa tem o objetivo de promover a prática de atividades físicas e de lazer ao ar livre, bem como a convivência e a cidadania em vias e locais públicos, abrindo possibilidades para a ocupação urbana pela população e fomentando a apropriação do espaço público.
 
 

20/02/2018. BH é da Gente. Divulgação/PBH