Pular para o conteúdo principal

Mulher sorri, à frente de imagens de pássaros, em exposição.
Foto: Divulgação PBH

Exposição no Parque Ecológico da Pampulha trata de preservação ambiental

14/08/2019 | 21:21 | atualizado em 14/08/2019 | 21:21
A fauna e flora do cerrado brasileiro são destaques da exposição “Cerrado e Campos Rupestres - Ilustração a lápis de cor”, em exibição até o dia 30 de agosto no Parque Promotor Francisco Lins do Rego – Parque Ecológico da Pampulha.  De autoria de Patrícia Angrisano, a exposição pode ser visitada de terça a domingo, das 8h30 às 18h (a entrada no Parque permitida até às 17h).

 

Patrícia é formada em administração de empresas e herdou da família a paixão pelas artes e pela natureza. Logo na infância descobriu na simplicidade do lápis de cor seu dom para o desenho. Autodidata, hoje colabora ilustrando trabalhos de divulgação científica junto à UFMG.

 

A gerente de educação ambiental da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica, Nadja Simbera, destacou a importância da exposição. “Essa é uma ação de grande valor para a preservação do meio ambiente, pois contribui para a difusão da importância das espécies nativas do Brasil, que compõem os biomas Cerrado e Campos Rupestres, cujas espécies exercem importantes papeis no equilíbrio do ecossistema. A exposição, ao lançar um olhar artístico sobre o tema, ajuda a sensibilizar as pessoas para preservarem e valorizarem essas espécies”, disse.