Pular para o conteúdo principal

Três homens revezam socos em saco de lutador de boxe em palco, à meia luz.
Foto: Núbia Abe

Espetáculo no Francisco Nunes reflete sobre as irrealizações humanas

06/11/2019 | 18:46 | atualizado em 07/11/2019 | 08:55

O Teatro Francisco Nunes recebe na quinta-feira, dia 7 de novembro, a sábado, dia 9, às 20h, o espetáculo “É só uma formalidade”, do Grupo Quatroloscinco – Teatro do Comum. Os próprios atores assinam coletivamente a dramaturgia e direção da obra. A peça foi selecionada por meio do edital CenaPlural 2019, promovido pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura. A entrada é gratuita mediante a retirada de senha a partir de uma hora de antecedência.

 

Criado a partir da cena curta homônima vencedora do Festival de Cenas Curtas do Galpão Cine Horto 2008, o espetáculo se baseia na pesquisa em criação coletiva e dramaturgia autoral que orienta o caminho criativo do grupo até hoje. A partir de improvisações, o texto foi sendo construído junto à encenação, em um processo de grande liberdade e autonomia dos atores.

 

 A obra tem influências marcantes dos textos “Sólo los giles mueren de amor”, de Cesar Brie, e “Apenas o fim do mundo”, de Jean-Luc Lagarce. A encenação busca privilegiar as formas de relação direta com a plateia e a construção de uma estética intimista e afetiva. A peça já circulou por 24 festivais do país e exterior, e foi indicada a cinco prêmios Usiminas/Sinparc 2010.

 

Surgido como um grupo de pesquisa de alunos de Teatro da UFMG, o Grupo Quatroloscinco – Teatro do Comum mantém trabalho continuado de pesquisa e prática teatral desde 2007, baseado principalmente na criação coletiva e autoral sob uma estética contemporânea. O grupo busca uma cena centrada no jogo entre os atores e em seu encontro com o espectador.

 

 

O CenaPlural

O CenaPlural foi criado pela Prefeitura de Belo Horizonte com o objetivo de fortalecer e potencializar a produção artística nos espaços públicos, promover uma programação cultural diversa e qualificada para a população belo-horizontina, além de premiar e difundir o trabalho de artistas, coletivos e grupos locais. Os grupos selecionados vêm se apresentando desde setembro nos teatros Francisco Nunes, Marília e Raul Belém Machado, além dos centros culturais da Fundação Municipal de Cultura, ou integrando a programação de projetos especiais como o “Terça da Dança” e o “Música de Domingo”.

 

 

É só uma formalidade – Grupo Quatroloscinco

Classificação: 12 anos  
De 7 a 9 de novembro | quinta a sábado, às 20h       
Teatro Francisco Nunes - Avenida Afonso Pena, 1277 - Parque Municipal – Centro
ENTRADA GRATUITA   
Informações para o público: (31) 3277-6325


Últimas Notícias

Homem, de pé, inclinado sobre tronco de árvore muito grande e antiga retirado da rua, durante o dia. Prefeitura investe em monitoramento de árvores da capital

A PBH prevê um investimento de R$ 15 milhões na poda e supressão de árvores condenadas ou que possam representar riscos de danos.

05/12/2019 | 11:15
Dois homens, ladoa lado, abraçados, vestidos de palhaços, com o rosto branco e roupas medievais. Belo Horizonte ganha Circuito Municipal de Cultura

Realizado por meio de parceria da PBH com o CIRC, circuito visa elevar e dar visibilidade ao potencial cultural de Belo Horizonte. 

04/12/2019 | 15:46