Pular para o conteúdo principal

Dez adolescentes, escoteiros da Guarda Municipal de Belo Horizonte, fazem caminhada na Serra do Espinhaço.
Foto: Divulgação PBH

Escoteiros da Guarda Municipal fazem expedição ecológica na Serra do Espinhaço

11/05/2018 | 14:49 | atualizado em 13/06/2018 | 17:22
Uma travessia de 40 quilômetros, do distrito de Lapinha da Serra, no município de Santana do Riacho, até o distrito de Tabuleiro, em Conceição do Mato Dentro, na Serra do Espinhaço, marcou o início do mês de maio para adolescentes da faixa etária de 15 a 17 anos que integram o ramo Sênior do Grupamento de Escotismo da Guarda Municipal de Belo Horizonte (GMBH). Durante dois dias, 23 membros da equipe se empenharam em cumprir a jornada ecológica, após estudar as estratégias que seriam adotadas para garantir a diversão e, principalmente, a segurança de todos.  .


Ainda era madrugada quando os 12 rapazes e 11 moças se encontraram na sede da Guarda Municipal, no Centro de BH, às 5h30, de onde embarcaram em uma van e dois veículos de passeio, para percorrer os 143 quilômetros até o ponto inicial da aventura, em Lapinha da Serra. Lá, os escoteiros se reuniram para receber as últimas instruções dos guardas municipais Marcelo Peres Machado, Marcos Santos, Wemerson Glauco e Márcio Ramos, da equipe de coordenação do Grupo de Escotismo. 


Integrantes das regionais Oeste, Norte e Noroeste, os escoteiros se uniram em um só grupo e, com mochilas nas costas e muita empolgação, partiram para a aventura, atravessando a Serra do Espinhaço da borda oeste até a leste, contornando bem de perto o Pico do Breu, que é o mais alto da região. No fim do trajeto, o grupo teve a chance de contemplar a Cachoeira do Tabuleiro que, com sua queda de 273 metros, é a maior de Minas Gerais e a terceira do país.


Para o guarda municipal Márcio Ramos, a atividade alcançou o seu objetivo. “Nossa proposta era incentivar o contato dos jovens escoteiros com a natureza e fortalecer o trabalho em grupo. Os jovens se ajudaram e perceberam que sempre podemos ir um pouco além quando trabalhamos em equipe. Saímos juntos e chegamos juntos”, disse.



Prevenção contra a violência

Como coordenador do Grupo de Escotismo da Guarda Municipal, o guarda Wemerson Glauco explica que o projeto foi desenvolvido na Secretaria Municipal de Segurança com o apoio da Secretaria Municipal de Educação e da Fundação de Parques Municipais, com o objetivo de estabelecer bases preventivas da violência e da criminalidade entre os jovens de áreas de vulnerabilidade social existentes na capital. O projeto conta com o trabalho voluntário de 17 guardas municipais, que atuam nas sete bases de escotismo de Belo Horizonte, cada uma com 50 escoteiros, em média.


Atualmente, cerca de 400 crianças e adolescentes fazem parte do escotismo. Os grupos se reúnem aos sábados em parques da cidade. Os interessados em participar do projeto podem obter mais informações pelo telefone 3277- 4473, ou pessoalmente, na sede da Guarda Municipal (avenida dos Andradas, 915, Centro).

 

 

11/05/18. Escoteiros da GM fazem expedição ecológica na Serra do Espinhaço. Fotos: GMBH/Divulgação

Últimas Notícias

Feirante prepara churrasco na Feira da Afonso Pena. Ao fundo, pessoas e barracas BH vai ganhar 22 novas feiras de artesanato, plantas, comidas e bebidas

O edital prevê a oferta de 825 vagas para expositores domiciliados em BH, sendo que 5% das vagas serão destinadas às pessoas com deficiência

04/10/2018 | 12:09
Imagem gráfica com o seguinte texto "Mudança de Circulação - Bairro Santa Amélia - a partir de 4 de outubro de 2018 (quinta-feira) - Demanda da comunidade atendida" Trânsito no bairro Santa Amélia será alterado

As mudanças foram aprovadas em reunião com a comunidade e têm como objetivo melhorar as condições de parada e estacionamento

03/10/2018 | 18:23