Pular para o conteúdo principal

Quatro palestrantes, sentados em sofás ao lado de telão, e mais de vinte pessoas assistindo, em local fechado.
Foto: Divulgação PBH

“Educação como Rede de Proteção de Crianças e Adolescentes" é tema de seminário

18/09/2019 | 19:34 | atualizado em 18/09/2019 | 19:48

Além dos trabalhos apresentados por profissionais e estudantes da Rede Municipal, a Semana da Educação- BH Educa realizou nesta terça-feira, dia 17 de setembro,  o seminário  Educação como Rede de Proteção de Crianças e Adolescentes, no Teatro Francisco Nunes, integrando a Mesa Permanente de Discussão sobre a Convivência Escolar na Rede Municipal de Belo Horizonte, também conhecida como Big Table.   O seminário foi dividido em três painéis temáticos: Qualidade Social da Educação: Cuidar e Educar, Educação: Intersetorialidade e Rede de Proteção de Crianças e Adolescentes, e Escola Lugar de Proteção: Lançamento do Guia de Orientação e Encaminhamentos. 

 

A secretária Municipal de Educação, Ângela Dalben, ressaltou a relevância da Mesa Permanente. “Há dois anos, diante dos inúmeros desafios que se despontaram para nós, decidimos, inspirados pelo professor da Faculdade de Educação da UFMG, Luiz Alberto de Oliveira Gonçalves, criar a Mesa Permanente de Discussão sobre a Convivência Escolar. A partir de então, nossa missão de fazer a gestão da Educação da cidade passou a ser prazerosa, especialmente porque são muitos os desafios na construção de um projeto governamental, que nós decidimos desenvolver, sobre o conceito de qualidade social da educação”, disse.

 

No primeiro painel, a promotora de Justiça Danielle Arlé, coordenadora da Comissão de Justiça Restaurativa do Fórum Permanente do Sistema de Atendimento Socioeducativo de Belo Horizonte, destacou a importância do cuidado. “As relações que fazemos em nossos círculos de convivência nos causam felicidade. Por isso, a escola é um lugar de excelência para implantar a Justiça Restaurativa, pois as crianças e adolescentes estão em constante relação interpessoal”, afirmou.

 

Em consonância, Renata Mascarenhas Bernardes, da Diretoria de Assistência à Saúde, representando a Secretaria Municipal de Saúde, também falou sobre o tema. “A interação entre a saúde e a educação é um aprendizado que demonstra que a educação está intrínseca ao cuidado, por isso, não é possível educar sem cuidar”, assinalou.

 

No segundo painel, a secretária Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania, Maíra Colares, destacou a intersetorialidade entre a assistência social e a educação. “É preciso melhorar a relação entre a política de educação e a assistência social, criando estratégias para melhorar esse vínculo. Isso, tanto quando a escola precisa acionar o conselho, como quando o conselho define alguma medida que envolva a educação”, apontou.

 

Ana Paula Lopes Rocha, do apoio pedagógico da Educação Infantil, da Diretoria Regional de Educação da Pampulha, observou a importância do Seminário. “A ação de hoje foi de extrema importância para que nós, da educação, possamos compreender a intersetorialidade com as políticas sociais e saúde como um grande esforço em cuidar e educar as crianças e adolescentes. Deu uma visibilidade às políticas que buscam estratégias para inibir a violação de direitos. Muito válido que professores estejam inseridos nessa discussão”, avaliou.

 

“Escola Lugar de Proteção” foi o terceiro painel temático e contou com o lançamento do “Guia de Orientação e Encaminhamentos”. O material, além de instruir sobre as ações e os encaminhamentos necessários no que concerne à ocorrência de acidentes, atos infracionais ou eventos correlacionados passíveis de ocorrer no ambiente da escola, objetiva também contribuir para a discussão da melhoria do Clima Escolar.

 

 

Big Table

A Mesa Permanente de Discussão sobre a Convivência Escolar na Rede Municipal de Belo Horizonte, também conhecida como Big Table, se consolida como um encontro intersetorial e interinstitucional, coordenado pela Secretaria Municipal de Educação, que reúne, mensalmente, gestores e representantes de diversas áreas do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente. Nos encontros, são feitas reflexões sobre temas voltados para os desafios e as ações que envolvem a melhoria da convivência escolar e, consequentemente, da qualidade social da Educação na cidade.


Últimas Notícias

Crianças brincam de pernas de pau na rua, sobre tapete acolchoado. Blocos de carnaval são atrações do BH é da Gente de domingo, dia 20/10

BH é da Gente, do dia 20/10, tem blocos de carnaval e ação de orientação nutricional como atrações. 

17/10/2019 | 21:20
Vista aérea do Parque Municipal, com prédios ao fundo. Confira os principais eventos gratuitos que acontecem em BH neste fim de semana

Nos dias 19 e 20/10, vai ter prática de Tai Chi Chuan, orientação sobre saúde vascular, aula de yoga, caminhada meditativa e muito mais.

17/10/2019 | 17:41