Pular para o conteúdo principal

Arte criada pela PBH
FOTO: ARTE / PBH

Coluna Literária aborda clássicos da literatura brasileira em sua 3ª edição

criado em 01/07/2021 - atualizado em 01/07/2021 | 17:45

A Secretaria Municipal de Cultura e a Fundação Municipal de Cultura lançaram nessa quarta-feira, dia 30, a 3ª edição do projeto Coluna Literária, trazendo clássicos da literatura brasileira. A publicação virtual traz indicações de obras literárias para incentivar a leitura e pode ser acessada no blog do Portal Belo Horizonte.

Em sua terceira edição, o projeto apresenta duas resenhas críticas das obras literárias Relíquias de Casa Velha, de Machado de Assis, e A alma encantadora das ruas, de João do Rio. A autora perfilada é a maranhense Maria Firmina dos Reis, nascida em 1822, e reconhecida como a primeira escritora mulher e negra a publicar um romance na América Latina.

A Coluna Literária é um projeto da Gerência de Bibliotecas e Promoção da Leitura e da Escrita (GBPLE), que integra a Diretoria de Promoção dos Direitos Culturais da Fundação Municipal de Cultura, e apresenta, a cada edição, resenhas de obras literárias e um perfil sobre a vida e a obra de um autor, com a seleção dos títulos e escritores realizada por integrantes da equipe da Gerência. 

A diretora de Promoção dos Direitos Culturais da Fundação Municipal de Cultura, Bárbara Bof, destaca que esta edição convida os leitores  a visitar ou revisitar obras clássicas da literatura nacional, que trazem  um olhar sensível sobre a realidade social brasileira. "É um convite para que as leitoras e os leitores observem que as obras e autorias selecionadas falam de um Brasil do passado que se reflete também em nossa atualidade.", afirma Bárbara Bof.


Sobre a Coluna Literária  

A Coluna Literária integra o Projeto de Promoção da Leitura e foi criada para aproximar os leitores das bibliotecas públicas municipais, a partir da difusão de livros que integram seus acervos, e fomentar a fruição literária por meio de ações de mediação junto às bibliotecas da rede. Com os equipamentos fechados, em razão da epidemia de Covid-19, ela foi adaptada para esse período e destaca, neste momento, autores, autoras e obras que estão disponíveis para leitura on-line.


Rede de Bibliotecas

A rede mantida pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, é composta por 22 bibliotecas que atuam de forma integrada, com unidades em todas as regionais da cidade. Elas ganharam, nos últimos dois anos, mais de 18 mil títulos em seu acervo e garantem o acesso gratuito a 46.350 títulos e 115.780 exemplares, entre livros, folhetos, artigos, dissertações, monografias, teses, periódicos, CD-ROMs, DVDs, catálogos e outros itens.