Pular para o conteúdo principal

Exposição "Irmãos Mamedes" que integra o Circuito Municipal de Cultura
Foto: Luiza Leandro/Divulgação

Circuito Municipal de Cultura anuncia programação especial para janeiro

criado em 11/01/2022 - atualizado em 12/01/2022 | 11:41

O Circuito Municipal de Cultura oferece em janeiro uma série de atividades em parceria com os centros culturais da Prefeitura de Belo Horizonte. A programação, que promove ações virtuais e presenciais seguindo os protocolos de segurança para Covid 19, foi idealizada a partir de levantamento de demandas junto às Comissões Locais de Cultura e oferece atrações artísticas e oficinas de formação por meio dos projetos “CCBDI Virtual”, no Centro Cultural Bairro das Indústrias, e o “Circuito da Diversidade” no Centro Cultural Salgado Filho.

 

O Circuito é realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, em parceria com o Centro de Intercâmbio e Referência Cultural (CIRC).

 

A diretora de Promoção dos Direitos Culturais da Fundação Municipal de Cultura, Bárbara Bof, destaca a importância da iniciativa. “Os 17 Centros Culturais municipais, presentes nas nove regionais, atuam em diálogo com seus territórios para a criação de ações cada vez mais abrangentes, contextualizadas e também conectadas em rede, como acontece na programação deste mês nos Centros Culturais Bairro das Indústrias e Salgado Filho. As oficinas, exposições e apresentações convidam a população ao fazer coletivo, à fruição artística e ao reconhecimento e valorização das memórias e diversidades”, afirma a diretora.

 

Centro Cultural Bairro das Indústrias - “CCBDI Virtual”

O “CCBDI Virtual” nasce da demanda cada vez mais crescente de integração entre a produção artística e cultural e o meio digital. Para além da realização de ações on-line, muitos espaços culturais criaram suas versões virtuais durante o período da pandemia, e o Centro Cultural Bairro das Indústrias também vai se integrar a essa tendência. Agora o público terá a versão virtual do centro cultural e poderá acessar o espaço de suas casas.

 

A programação “CCBDI Virtual” convida interessados a colaborarem na criação de conteúdos que irão marcar o período de férias no Centro Cultural Bairro das Indústrias, presencial e virtualmente. A primeira atividade acontece no dia 19 de janeiro, com a ação formativa “CCBDI Virtual - Produção de Conteúdo”, que segue até o dia 22, sempre das 18h às 20h.

 

A oficina on-line, ministrada por Roberta Silvestre (BH), com classificação livre, pretende construir colaborativamente o conteúdo que será disponibilizado no ambiente virtual do Centro Cultural Bairro das Indústrias a partir do olhar dos usuários do equipamento municipal, mesclando uma diversidade de suportes tecnológicos (vídeos, fotografias, gifs, áudios, etc) e linguagens artísticas. As vagas para a oficina serão destinadas preferencialmente aos usuários do Centro Cultural Bairro das Indústrias e as inscrições podem ser feitas até o dia 16 de janeiro pelo e-mail oficinas.circuito@gmail.com.

 

No dia 22 de janeiro, de 9h às 13h e de 14h às 18h, o Centro Cultural Bairro das Indústrias recebe a primeira parte da oficina “Do papel ao espaço – montando uma exposição de artes visuais”. Voltada para iniciantes interessados no aprendizado técnico de montagem de exposições artísticas, a atividade será ministrada por Luiz Lemos (BH) da iniciativa cultural Casa Camelo.

 

Neste curso teórico/prático serão abordados temas como curadoria, expografia e montagem de uma exposição de artes visuais a partir de duas montagens de exposições que estão em cartaz pela programação do Circuito.

 

A primeira delas a exposição “Protoestrelas”, de Matheus Andres (BH), que será exibida no Centro Cultural Bairro das Indústrias a partir do dia 26 de janeiro e segue em cartaz até o dia 26 de fevereiro.

 

Já no dia 29 de janeiro, os alunos da oficina terão a oportunidade de montar a exposição “Irmãos Mamedes” (BH), que está em itinerância pelos centros culturais e chega ao Centro Cultural Salgado Filho de 30 de janeiro a 12 de fevereiro.

 

São 20 vagas, preferencialmente jovens moradores das regiões Salgado Filho e Bairro das Indústrias. A inscrição é gratuita e pode ser feita pelo email oficinas.circuito@gmail.com. A classificação é livre.

 

Centro Cultural Salgado FIlho  - Arte e Inclusão no "Circuito da Diversidade"

Aprender a conviver em um ambiente de diversidade é um dos principais desafios do mundo contemporâneo. Criar oportunidade de conhecer e conviver com as diferenças é o principal objetivo da programação “Circuito da Diversidade” do Circuito Municipal de Cultura. A programação é realizada em parceria com o Centro Cultural Salgado Filho.

 

No dia 30 de janeiro, às 10h, a programação tem início com o lançamento da exposição “Irmãos Mamedes”, cujos desenhos nos transportam para imaginários cheios de criaturas mágicas, monstros, heroínas e vilões - personagens criados pelos três jovens da região de Venda Nova diagnosticados com síndrome de Asperger. A exposição ocupou o Museu da Moda de Belo Horizonte (MUMO) em dezembro, com grande repercussão, e agora desembarca no CC Salgado Filho, onde fica em cartaz até o dia 12 de fevereiro. A classificação é livre.

 

No mesmo dia, das 10 às 12h, acontece a Oficina de criação de histórias inclusivas com a influenciadora digital pró diversidade e inclusão Tina Descolada (BH). Ao final da atividade, haverá contação de histórias para o público. A classificação é livre e não é necessária retirada de ingressos antecipados - sujeito a capacidade do espaço, que é de 40 pessoas.

 

Tina Descolada é uma boneca cadeirante que surgiu do imaginário para promover a inclusão e colaborar na identidade visual positiva dos que são vítimas de preconceito e discriminação. A personagem e agente de inclusão, Tina, foi idealizada pela psicóloga e fotógrafa Marta Alencar, em junho de 2012.

 

O dia segue no Centro Cultural Salgado Filho com pocket show do Forró Cabra Cega, com grandes sucessos que vão do mestre Gonzagão, Dominguinhos, Anastácia, Geraldo Azevedo, Alceu Valença até releituras de compositores mineiros e canções autorais. Formado exclusivamente por músicos portadores de deficiência visual e remanescente das bandas Forró no Escuro e Bão Dimais. O show é gratuito, com entrada livre, e começa às 10h.

 

Já em fevereiro, no dia 12, às 10h, o “Circuito da Diversidade” no Centro Cultural Salgado Filho se encerra com apresentação do Bora Cantar Diversidade (BH),  um coro inclusivo e diverso, onde todo mundo canta, seja pessoa com deficiência, doença rara, de qualquer idade, gênero, raça ou classe social. A apresentação é gratuita e com classificação livre.

 

Narrativas Negras em Pílulas - “Causos Pretos dessa BH”

Nos dias 17 e 24 de janeiro, o Circuito Municipal de Cultura lança a série “Causos Pretos dessa BH”. Cada episódio trará causos contados por pessoas idosas negras, moradoras de diversas regiões de Belo Horizonte, uma maneira de conhecer a história dessa população para que possamos valorizar nossa ancestralidade, compreendendo as formas utilizadas pelos corpos negros para transitarem na cidade  e  com isso  conhecer  seus lugares de afeto e identificação na capital mineira.

 

Os seis primeiros episódios, que serão disponibilizados no dia 10, foram gravados em "Cabines da Memória" instaladas em Centros Culturais e estações do MOVE de Belo Horizonte, por meio do projeto Territórios Criativos, durante a programação da "Semana Patrimônio Cultural, Memória e Oralidade". Quem passasse por elas poderia compartilhar um pouco de sua trajetória de vida, lembranças e percepções de acordo com temas estabelecidos pela “roda da vida”, elemento que compõe a cabine e indica temas como: “infância”, “O que eu mais gosto/ gostava de fazer na juventude”, “meu bairro”. As outras histórias, que formam os episódios a serem lançados no dia 17, foram coletadas no Centro de Referência da Pessoa Idosa, equipamento vinculado à Diretoria de Políticas para a Pessoa Idosa, da Secretaria Municipal de Assistência Social, Segurança Alimentar e Cidadania.

 

As narrativas foram coletadas por Angelo Dias (BH), idealizador da Web Rádio Griot, que atua como potente espaço de comunicação para a comunidade negra. Sua programação contempla vários tipos de música preta e programas diversos, além de abrir espaço para anunciantes negros. A série de áudios será veiculada com tradução simultânea de libras no canal do YouTube da Fundação Municipal de Cultura e tem classificação livre.

 

Protocolos - As atrações que acontecem no formato presencial seguem todos os protocolos sanitários vigentes de combate à Covid 19, possibilitando garantir os direitos culturais da população, preservando a segurança das equipes e do público, e sendo observados, entre outros pontos, a manutenção do distanciamento e o uso obrigatório de máscara no local.

 

Sobre o Circuito Municipal de Cultura

Lançado em dezembro de 2019, o Circuito Municipal de Cultura é um projeto estratégico da Prefeitura de Belo Horizonte, e mantém, nesta nova etapa, iniciada em julho de 2021, o compromisso de oferecer programação cultural de qualidade, com atrações gratuitas e para todas as faixas etárias. O Circuito já realizou 389 apresentações, alcançando um público de mais de 651 mil pessoas, e contou com a participação de mais de 2.099 trabalhadores, entre artistas, mestres da cultura popular, produtores e técnicos, reforçando seu importante papel de fomento, principalmente no período da pandemia de Covid-19.

 

Serviço

O quê: CCBDI Virtual 
Quando: 19 a 26 de janeiro
Onde: Centro Cultural Bairro das Indústrias
Programação completa: www.circuitomunicipaldecultura.com.br

 

O quê: Circuito da Diversidade
Quando: dias 30 de janeiro e 12 de fevereiro
Onde: Centro Cultural Salgado Filho
Programação completa: www.circuitomunicipaldecultura.com.br

 

O quê: Causos Pretos dessa BH
Quando: dias 10 e 17 de janeiro, às 11h
Onde: youtube.com/canalfmc