Pular para o conteúdo principal

Centro de saúde Santa Mônica
Foto: Divulgação/PBH

Centro de Saúde Santa Mônica começa a funcionar em nova sede

20/04/2021 | 17:00 | atualizado em 20/04/2021 | 18:06

O Centro de Saúde Santa Mônica, na regional Venda Nova, começou a funcionar nessa segunda-feira, dia 19, em nova sede, com a estimativa de beneficiar cerca de 18 mil pessoas. Localizada à rua dos Zapotecas, 98, no bairro Santa Mônica, a nova sede tem dois andares de área construída em 1.085m². São 17 consultórios; salas de espera, procedimentos, curativo e de higienização; zoonoses; sala multiuso; farmácia e assistência farmacêutica; sala de coleta; vacina e consultório odontológico. 

 

O Centro de Saúde Santa Mônica conta com cinco equipes de Saúde da Família, três equipes de saúde bucal, equipe de apoio com ginecologista e clínico, equipe do Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (NASF-AB), psicólogo, assistente social, além de equipe de enfermagem, administrativo, agentes de combate a endemias e agentes comunitários de saúde. O local oferece ainda serviço de homeopatia e Academia da Cidade. 

 

A unidade faz parte do pacote de obras da Prefeitura que prevê a reconstrução de 40 centros de saúde, uma Central de Material Esterilizado e um laboratório central, por meio de Parceria Público Privada (PPP). Vinte e uma obras já foram iniciadas e oito, incluindo o Centro de Saúde Santa Mônica, já foram entregues para a população. Todos os centros de saúde contemplados na PPP terão espaço físico padronizado e áreas com 100% de acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida. 

 

Unidade 24h 

 

A estrutura em que funcionava o Centro de Saúde Santa Mônica – rua dos Canoeiros, 320 – continuará como Unidade 24h. A estratégia visa ampliar o atendimento de pessoas que não apresentam sintomas respiratórios e são classificados como baixa e média complexidade, deixando as UPAs dedicadas, prioritariamente, ao atendimento dos casos sintomáticos respiratórios, pediatria e traumas. 

 

O local é exclusivo para o atendimento clínico de pessoas sem sintomas respiratórios e não é utilizado como ponto de vacinação.