Pular para o conteúdo principal

fachada do Centro Cultural Zilah Spózito
Foto: Divulgação PBH

Centro Cultural Zilah Spósito oferece espaço para manifestações artísticas

29/11/2018 | 16:35 | atualizado em 29/11/2018 | 16:42
Há 18 anos, o Centro Cultural Zilah Spósito proporciona à população local o acesso à cidadania e às diversas formas de expressão artística. Sua programação procura atender a todas as faixas etárias e, como resultado, o incentivo à leitura e à cultura das brincadeiras infantis, as oficinas e cursos de sensibilização, a difusão e o intercâmbio cultural, a música, o teatro, a dança, os shows e a projeção de filmes tornaram-se parte do cotidiano dos moradores do Conjunto Zilah Spósito.
 

O equipamento, resultado de uma demanda da comunidade, integra a rede de 17 centros culturais mantida pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultural e da Fundação Municipal de Cultura, e oferece diversas atividades ligadas às linguagens artísticas.


O espaço conta com biblioteca com um acervo de aproximadamente 3.000 livros e salas multimeios. Parcerias com diversos grupos e equipamentos públicos da região favorecem atividades permanentes de formação e de preservação de patrimônio cultural, além de valorizar artistas da região.



Aniversário

Mais de 800 pessoas entre crianças, adultos e idosos participaram da comemoração de 18 anos do Centro Cultural. A festa contou com diversas atrações, entre elas, apresentações musicais do DJ Patão, Banda Bombeiros do Sol, Marquim D’Morais, Tamara Franklin, MC W Will, e do cantor sertanejo Deyvisson Gomes, além da apresentação teatral do Grupo Morro Encena e do cortejo de bois (do Arena da Cultura).

 

Para o bibliotecário e coordenador do Centro Cultural Zilah Spósito, Alisson Barbosa, celebrar um aniversário é sempre uma alegria e um desafio. “É a alegria do encontro, da etapa vencida, da festa. Do desafio de pensar a próxima etapa, de mantermos as conquistas, o acolhimento, e as parcerias. É sempre bom ter o calor humano e ter essa oportunidade de fazermos uma festa bonita, colorida e alegre”.


Segundo a servidora pública Eloisa do Rosário Magalhães, o Centro Cultural é um lugar de convivência e de aprendizado. “Aqui é como uma segunda casa, um lugar de bate-papo, de aprendizagem, de troca de valores e de conhecer gente nova. Falar desse lugar é de encher os olhos, descobri o Centro Cultural Zilah Spósito por meio uma amiga. Um convite para fazer voluntariado abriu as portas e, com isso, as idas e vindas foram constantes”.



Centro Cultural Zilah Spósito

Rua Carnaúba, 286, Conjunto Zilah Spósito – Jaqueline.
Tel.: (31) 3277-5498
E-mail: cczs@pbh.gov.br
Ônibus: 738
Funcionamento: de terça a sexta-feira, das 8h30 às 18 horas; sábados, das 9 às 13 horas

 

 

29/11/2018. Centro Cultural Zilah Spósito movimenta Regional Norte. Fotos: SMC/Divulgação