Pular para o conteúdo principal

Dois jovens fazem acrobacias circenses no palco, assistidos cerca de cinco pessoas.
Foto: Bianca de Sá

Centro Cultural São Geraldo oferece atividades de formação circense

12/04/2018 | 17:10 | atualizado em 12/04/2018 | 17:42
Potencializar as ações de descentralização é uma das diretrizes do Poder Público. Em Belo Horizonte isso é feito a partir de várias ações, sendo uma delas os serviços e atrações oferecidos pelos 17 centros culturais localizados nas nove regionais. Dessa forma, moradores da capital e Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) têm acesso a programações intensas das mais diferentes linguagens artísticas, como também ações de patrimônio e de arte-educação, como as oficinas oferecidas pelo Circo Belô no bairro São Geraldo, região Leste da capital.


A ONG Circo Belô realiza, em forma de voluntariado, dois tipos de atividades contínuas no Centro Cultural São Geraldo: oficinas culturais e oficinas de formação humana. As oficinas culturais são formadas por técnicas de acrobacia, contorcionismo, portagens, equilibrismo, malabarismo e teatro, além de montagem de espetáculos. Já as oficinas de formação humana, promovem encontros sobre direitos de crianças e adolescentes, enfrentamento ao trabalho infantil, ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, combate ao bullying, dentre outros.


De acordo com Moisés Barbosa, responsável pelo Circo Belô e ministrante das atividades, o objetivo do projeto é oferecer um espaço cultural de troca de conhecimentos de técnicas circenses entre as crianças, adolescentes e jovens. 


Barbosa ressalta que os alunos do projeto realizam apresentações não só no Centro Cultural São Geraldo como também em diversos espaços culturais e eventos da rede de garantia de direitos da criança e do adolescente. 


A gestora do Centro Cultural São Geraldo, Ana Paula Cantagalli, considera que as oficinas do Circo Belô trazem aos jovens uma oportunidade de aprender a técnica circense e, paralelamente, ter conhecimento dos seus direitos. "Os participantes desse projeto tomam gosto pela arte e cultura e também participam de outras atividades que o centro cultural oferece", explica. 


O público-alvo das oficinas são crianças a partir de oito anos e jovens. As aulas acontecem todas as terças e quintas, das 17h às 19h30, e contam com a participação de cerca de 20 integrantes. Para participar, basta ir ao Centro Cultural São Geraldo no dia /horário da aula e conversar com o ministrante Moisés Barbosa ou com a gestora do espaço Ana Paula Cantagalli.
  


Participação 

A comunidade participa em diversas instâncias do projeto. Vários integrantes atuam no planejamento, execução e avaliação dos processos, além das atividades realizadas com crianças e adolescentes.


Matheus Costa Machado, 17 anos, é um dos integrantes das oficinas. “Aprendi várias coisas no circo que jamais pensava que iria aprender ou que existiam. O circo é uma paixão pra mim. Como voluntário, ensinando a arte circense para crianças e adolescentes, eu me sinto muito bem e, com certeza, me sinto até mais feliz do que os próprios alunos. Eu amo o que eu faço, amo o circo, amo o Centro Cultural do São Geraldo”, conta Matheus.


Rafaela de Oliveira Moreira participa das oficinas do Circo Belô há quatro anos e ressalta que com o projeto teve oportunidade de aprender várias coisas. “Aprendemos técnicas circenses, direitos da criança e do adolescente e também formação humana”, comenta. Já Thalya Vitoria, 14 anos, é aluna há um ano. “Trgrupo 12ouxe-me muita responsabilidade, aprendizado, e me ensinou a dar valor e cuidar do espaço que eu tanto gosto. É muito bom conhecer novas pessoas e receber muito conhecimento”.


Há três anos Laryssa Estéphane de Souza Carvalho, 16 anos, é aluna do projeto oferecido no Centro Cultural São Geraldo.  “Tive a oportunidade de conhecer coisas boas e novas. Talvez seja um caminho para meu futuro. Aqui tenho uma segunda família, fiz amigos e tive a oportunidade de saber mais sobre arte”, comemora.
  


Centro Cultural São Geraldo

Av. Silva Alvarenga, 548, São Geraldo. 
(31) 3277-5648 - ccsg.fmc@pbh.gov.br 
Informações: de segunda a sexta, das 9h às 18h
Funcionamento: de segunda a sexta, das 6h às 22h; sábado, das 6h às 11h
Ônibus: 9502, 9211 e 9214

 

 

12/04/2018. Oficina Circo Belô. Fotos: Bianca de Sá/PBH

Últimas Notícias

Venda Nova será contemplada com Ponto Limpo no bairro Serra Verde

Na quinta-feira, dia 26 de abril, a Prefeitura irá implantar mais um Ponto Limpo rua Guido Leão, na região de Venda Nova. 

24/04/2018 | 19:41

Praça Comendador Negrão de Lima: local de lazer dos moradores do bairro Floresta

Conheça a Praça Comendador Negrão de Lima, um espaço de encontro dos moradores do bairro Floresta.
24/04/2018 | 15:04