Pular para o conteúdo principal

Centrais de Testagem de Covid-19 mantêm oferta de exames gratuitos
Foto: SMSA/ Divulgação

Centrais de Testagem de Covid-19 mantêm oferta de exames gratuitos

criado em 17/08/2022 - atualizado em 17/08/2022 | 17:49

A Prefeitura de Belo Horizonte mantém a oferta de exames gratuitos nas Centrais de Testagem para diagnóstico de Covid-19 na capital. Ao todo, a Secretaria Municipal de Saúde tem a capacidade de realizar 900 testes diários para a população da cidade.

As Centrais de Testagem funcionam em quatro locais: FAMINAS-BH (Vila Clóris), Faculdade Pitágoras (Funcionários), UniBH Buritis (Buritis) e Faculdade de Farmácia da UFMG – LINBIO (Pampulha).

Os exames podem ser feitos por pessoas assintomáticas ou com sintomas respiratórios leves e devem ser agendados. Após a marcação, o cidadão deve comparecer à unidade no horário agendado. Para marcar, é necessário realizar o cadastro no sistema com os dados, que possibilitará o acesso. Na sequência, basta digitar o CPF e data de nascimento e clicar em “entrar”.

Após esse processo será possível a marcação, além da escolha de uma data, horário e local para realização do exame. As opções serão de acordo com a disponibilidade. O sistema para agendamento é mais uma parceria com a Unimed-BH.

Após a realização da marcação, o usuário receberá a confirmação por e-mail com o nome da unidade escolhida para a realização do teste.

É necessário ficar atento aos endereços de coleta, conforme abaixo:

•  FAMINAS-BH: Avenida Cristiano Machado, 12.001, Vila Clóris (8h às 17h);

•  Faculdade Pitágoras: Rua dos Aimorés, 1.300, Funcionários (8h às 17h);

•  UniBH Buritis: Rua Líbero Leoni, 259, Portaria 2, Buritis (8h às 16h30);

•  Faculdade de Farmácia da UFMG – LINBIO: Rua Professor Moacir Gomes de Freitas, Pampulha (8h às 16h30).

O resultado é repassado ao usuário cerca de 20 minutos após a coleta, pessoalmente, com as devidas orientações.

Vale lembrar que, além das Centrais de Testagem, a Prefeitura também mantém a realização dos exames nos 152 Centros de Saúde e nas nove UPAs da capital, para as pessoas sintomáticas.