Pular para o conteúdo principal

Três elefantes do Zoológico de BH.
Foto: Suziane Fonseca/PBH

BH será sede de Congresso da Sociedade de Zoológicos e Aquários em 2019

05/04/2018 | 19:19 | atualizado em 13/06/2018 | 14:59

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur e da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica, está participando do 42º Congresso da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil, que acontece até o próximo sábado, dia 7, no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

 

A missão da equipe da Prefeitura no evento é promover e divulgar Belo Horizonte, seu Zoológico e Aquário da Bacia do Rio São Francisco, a fim de aumentar o número de visitantes, qualificar suas experiências e, com isso, prolongar o tempo de permanência do turista na cidade. Além disso, técnicos da Prefeitura irão ministrar palestras sobre trabalhos exitosos realizados pela Fundação.

 

 

Aniversário do Zoológico

A novidade para 2019 é que a capital mineira será a sede do 43° Congresso da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil. A vinda do evento para Belo Horizonte faz parte das comemorações de aniversário de 60 anos do Zoológico da cidade. O evento vai reunir profissionais, estudantes, instituições e órgãos competentes nacionais e internacionais.

 

 

“A ação de promoção em evento captado visa estimular os participantes participarem da edição que será sediada em Belo Horizonte em 2019”, explicou o diretor de Marketing e Promoção Turística da Belotur, Marcos Barreto.

 

Barreto salienta que, além da relevância por sua agenda técnica, o 43° Congresso da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil acontecerá no ano de celebração do aniversário de 60 anos do Zoológico de Belo Horizonte. “Este é um dos principais e mais visitados atrativos turísticos de Belo Horizonte. Daí a importância da Belotur estar presente, promovendo nossa cidade e seus atrativos”, considera.

 

De acordo com o presidente da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica, Sérgio Augusto Domingues, a participação do Zoológico de Belo Horizonte no Congresso é de extrema relevância. “A longevidade e grandiosidade desse evento reforçam a importância da cooperação entre essas instituições, já que na base do Congresso estão a troca de conhecimentos entre os melhores profissionais do mundo e o compartilhamento das experiências de sucesso no manejo da fauna exótica e nativa”, avaliou.

 

Segundo Domingues, no evento serão apresentadas a profissionais e estudantes as expertises sustentam a classificação do Zoológico de Belo Horizonte na categoria A entre os jardins zoológicos públicos, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).