Pular para o conteúdo principal

Três mulheres de terceira idade, integrantes do programa Caminhar, andam na orla da Lagoa da Pampulha.
Foto: Vilma Tomaz

BH em Pauta: Programa Caminhar avalia e orienta cidadãos

12/07/2017 | 17:49 | atualizado em 17/07/2017 | 08:10
A cena se repete de 15 em 15 dias em determinada pista de caminhada da capital. Às 7h, a equipe de profissionais e estagiários de Educação Física da Prefeitura de Belo Horizonte arma a tenda, instala balanças, cadeiras e mesas e, sob estas, os instrumentos para medir pressão, massa corporal e perímetro abdominal. A fila de pessoas que praticam a caminhada começa a se formar no ritmo lento do surgimento do sol de inverno: uns em busca da primeira avaliação física outros para monitoramento das condições de saúde.
 

Parte da equipe se divide para realizar os testes preconizados nas normas do programa Caminhar, executado pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SMEL) para cada perfil de caminhante. A avaliação física completa inclui os estreantes e os cadastrados que passam pelas medições de peso e altura para calcular o IMC (Índice de Massa Corporal), a frequência cardíaca após caminhada do teste cardiorrespiratório, a pressão arterial, a circunferência abdominal, entre outros.
 

Para quem duvida que as mulheres se preocupam com a saúde mais do que os homens, é bom ficar atento a essa informação: 70% dos atendimentos do Caminhar são feitos a mulheres, conforme o cadastro do programa. A psicopedagoga Lauriza Maria Nunes Pinto, de 64 anos, é uma das cadastradas e já usufruiu do serviço completo de avaliação física por duas vezes. “Esse procedimento me dá segurança em continuar na prática da caminhada com minha idade e meu quadro de hipertensão”, afirma ela.
 

A aposentada Maria Afonsina Costa Salviano, 70, sente-se até como garota-propaganda do programa. “O hábito e o gosto pela prática têm o mesmo tempo do meu cadastro no Caminhar”, brinca ela, que esbanja vitalidade. Não por acaso, participa de eventos de corrida. Um dos recentes foi a meia-maratona (categoria 65 a 70 anos) entre a Praça da Estação e a Cidade Administrativa.
 

Mário Lúcio Câmara, mecânico de aeronáutica, 56, é outro cadastrado no programa. Reside no bairro Jardim Paquetá e faz caminhada na pista da Avenida Otacílio Negrão, na Praça Nova Pampulha. Diz que se sente orgulhoso de receber e-mails da Prefeitura de Belo Horizonte sobre o agendamento da avaliação física. “Esse monitoramento me permite continuar a praticar a caminhada dentro de um nível de intensidade compatível com meu quadro de saúde.”
 

Estreante do programa no dia 28 de junho passado, a designer Márcia Xavier Afonso, 64, moradora do bairro Ouro Preto, gosta de se exercitar na pista de caminhada da Pampulha. “A partir de agora, minha saúde estará mais resguardada, pois terei o acompanhamento do meu médico e da equipe do Caminhar, que me orienta por meio dos resultados das avaliações físicas no local da minha caminhada”, comenta ela.


Gratidão


Adepto de caminhadas na pista e exercícios físicos na academia particular, Arleni Leal Andrade, morador do bairro Palmares, recebeu um aviso ao passar pela avaliação da equipe do Caminhar. “O resultado da minha avaliação me deu um alerta sobre a necessidade de emagrecer um quilo. Pretendo estar aqui periodicamente para fazer essa avaliação e, assim ficar mais seguro com o estado da minha saúde”, disse ele, após a análise feita pelo profissional da Prefeitura sobre o resultado dos testes e medições.
 

“Os usuários ficam muito gratos, o que mostra o nível de agradecimento e reconhecimento deles com o trabalho que prestamos”, conta Robson Antônio Benedito, integrante da equipe do Caminhar.

 

Dia da semana e local

Junho

Julho

Agosto

Setembro

Outubro

Novembro

Dezembro

Segundas

Barreiro

05; 19

03; 17, 31

14; 28

11; 25

09; 23

06; 20

4

Terças

Noroeste

06; 20

04; 18

01; 15; 29

12; 26

10; 24

07; 21

5

Norte

13; 27

11; 25

08; 22

05; 19

03; 17; 31

14; 28

12

Quartas

Nordeste

07; 21

05; 19

02; 16; 30

13; 27

11; 25

08; 22

6

Pampulha

14; 28

12; 26

09; 23

06; 20

04; 18

01; 29

13

Quintas

Oeste

08; 22

06; 20

03; 17; 31

14; 28

26

09; 23

7

Venda Nova

01; 29

13; 27

10; 24

21

05; 19

16; 30

14

Sextas

Leste

09; 23

07; 21

04; 18

01; 15; 29

27

10; 24

8

Centro-Sul

02; 30

14; 28

11; 25

22

06; 20

17

01; 15

 

- Barreiro: Rua Antônio Holandino de Araújo - Praça Deputado José Raimundo.

- Centro-Sul: Barragem Santa Lúcia, próximo ao Centro de Saúde.

- Leste: Av. dos Andradas, esquina com a Av. Mem de Sá, próximo a barraca de coco do Baiano.

- Nordeste: Av. Bernardo Vasconcelos, próximo ao número 780, equina com a rua N. Sra. da Paz, próximo a escolinha de futebol.

- Noroeste: Via Expressa - Praça das Jabuticabeiras, antigo cercadinho.

- Norte: Av. Risoleta Neves (Via 240), próximo ao CRAS Aarão Reis.

- Oeste: Av. Silva Lobo, s/nº - Praça da Saúde, em frente a Unimed.

- Pampulha: Av. Otacílio Negrão de Lima, 3500 - Praça Nova da Pampulha, próximo ao clube da Caixa.

- Venda Nova: Av. Vilarinho, próximo ao nº 5391 - em frente a E.M. Pedro Guerra.
 

 

12/07/2017. Programa Caminhar. Fotos: Vilma Tomaz/PBH