Pular para o conteúdo principal

Largada do evento Run for Parkinson's Brasil 2018, com mais de cem pessoas correndo.
Foto: Vilma Tomaz/PBH

BH é da Gente conscientiza população sobre o Dia Mundial da Doença de Parkinson

10/04/2018 | 16:51 | atualizado em 13/06/2018 | 17:12
Familiares e pessoas com deficiências e mobilidade reduzida têm marcado participação nos eventos semanais do BH é da Gente, promovido pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer. Não foi diferente no dia 8 de abril, quando cerca de 1.500 pessoas participaram do programa, nos trechos do cruzamento das avenidas Getúlio Vargas e Cristóvão Colombo, na área central da Savassi. 


Dessa vez, as atividades marcaram o Dia Mundial da Doença de Parkinson, que é celebrado em 11 de abril. O destaque foi a Run For Parkinson’s Brasil 2018, promovida pela Associação de Parkinsonianos de Minas Gerais (Asparmig). Trata-se de uma corrida realizada mundialmente em prol da cura da doença.

Além da corrida, houve atividades de dança, ginástica e estandes instalados com material informativo sobre a doença. O local também sediou as atividades referentes ao Dia Mundial da Saúde, cuja data comemorativa é 7 de abril. A equipe multiprofissional da secretária Municipal de Saúde estava presente em um dos estandes no local, a fim de prestar esclarecimentos sobre atividades preventivas para se ter uma vida saudável.

O cabeleireiro Roberto Aredes, morador do bairro São Bernardo, na cidade de Santa Luzia, foi um dos participantes da Run For Parkinson’s Brasil 2018.  “Participo de todas as corridas, principalmente em homenagem à minha falecida avó que foi acometida pelo Parkinson. Acredito que esse evento é uma das formas de alertar a sociedade sobre a importância de vencer a doença”, considerou. 

Janete de Melo Franco, presidente da Associação de Parkinsonianos de Minas Gerais, comemora o fato de o evento ter ocorrido como parte da programação do BH é da Gente. “Já promovemos a corrida em vários locais, como avenida Bandeirantes e Praça Floriano Peixoto. Neste ano, pela primeira vez realizamos na Savassi, devido ao programa BH é da Gente. Com isso, nosso evento teve ganho de qualidade. O local é de fácil acesso para a comunidade e a divulgação foi reforçada, fato que contribui para mostrar à sociedade a existência da nossa entidade e que a doença tem tratamento”, afirmou. 


Inclusão social

Janete adiantou que pretende garantir, na agenda do próximo ano do programa BH é da Gente, a realização de mais um evento alusivo ao Dia Mundial da Doença de Parkinson. “A parceria da Prefeitura com nossa Associação na realização desse evento foi muito importante, uma vez que as atividades esportivas e de dança para os parkinsonianos em espaços públicos, ao ar livre, contribui para desmitificar a doença para a sociedade e aumentar a convivência social deles, explicou. 

O secretário Municipal de Esportes e Lazer, Elberto Furtado Júnior, destacou o potencial de inclusão social e qualidade de vida do programa, realizado há um ano na Savassi.  “Em setembro do ano passado, tivemos uma edição dedicada ao Dia Municipal de Luta das Pessoas com Deficiência. Recentemente, reservamos a agenda do programa para promover o Dia Mundial da Síndrome de Down”, assinalou, lembrando ainda as oficinas e demonstrações já realizadas em outras edições por cadeirantes, que praticaram basquete, boxe e tênis de mesa no BH é da Gente. 
 
 

10/04/2018. BH é da Gente conscientiza população sobre o Dia Mundial da Doença de Parkison. Fotos: Vilma Tomaz/PBH