Pular para o conteúdo principal

Fachada do ponto turístico Igreja São Francisco
Foto: Marcelo Rosa

BH conhecerá os vencedores do Hackatur - Desafio de Inovação no Turismo

26/10/2018 | 18:28 | atualizado em 26/10/2018 | 18:28

Durante dois meses e meio, dezenas de startups e empreendedores desenvolveram propostas e soluções para os desafios relacionados ao turismo de Belo Horizonte, lançados pela BH Airport e Associação de Marketing Promocional (Ampro), parceiros da Belotur e do Sebrae-MG no Hackatur - Desafio de Inovação no Turismo. Agora chegou o momento de conhecer as duas soluções vencedoras, que serão apresentadas em evento na sede do Sebrae-MG, na próxima terça-feira, dia 30, a partir das 8h30. A final é aberta ao público e interessados podem fazer suas inscrições aqui.


A ideia do Hackatur é gerar novos modelos de negócios vinculados à cadeia produtiva do turismo e atividades associadas e promover interação, integração e aprendizado aos participantes envolvidos. Durante o processo, startups e empreendedores receberam mentorias de profissionais do mercado e foram a campo para pesquisa e desenvolvimento das soluções. Dois projetos serão escolhidos: um receberá um cheque no valor de R$ 5 mil e o outro um voucher para participação em um dos maiores eventos de inovação no Brasil, além das passagens e hospedagem para duas pessoas.


SERVIÇO


Final do Hackatur - Desafio de Inovação no Turismo

Dia 30/10, terça-feira, a partir das 8h30

Local: Sebrae-MG (Avenida Barão Homem de Melo, 329)

Inscrições: https://goo.gl/CWBmTm

> Toda a imprensa está convidada

 

Conheça os projetos finalistas
 

JMM Tech


Ernani Jardim, CEO da JMM Tech, apresentou como solução para o desafio da BH Airport o AIRPP-BH, que pode funcionar como tótens digitais espalhados pelo Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, ou também como aplicativo. Com essa tecnologia, o passageiro que se encontra no aeroporto terá todas as informações sobre localização, alterações de horários de voos e de acesso aos terminais, as várias opções de transporte do aeroporto para Belo Horizonte e serviços como lojas, restaurantes e casas de câmbio, por exemplo.


Para a Ampro, Ernani criou o Inlive, um aplicativo que, conectado ao wifi do evento (festivais, feiras, congressos, convenções etc.), permite ao visitante a localização georreferenciada de todos os serviços oferecidos, estandes, praças de alimentação, palcos, banheiros entre outros. Ao mesmo tempo, o Inlive informa ao produtor qual foi o trajeto do participante no evento, o que ele visitou, seu tempo de permanência no evento entre outras informações importantes para mensurar, com detalhes, a experiência do cliente.


Explora


O app Explora, idealizado pelos sócios Amir Khatibi e Arthur Meyer Paixão Meyer, foi apresentado para o desafio da AMPRO. O objetivo é oferecer uma solução para o viajante de ponta a ponta e de maneira personalizada. Dessa forma, o usuário pode planejar sua viagem, com compra de passagens e reserva de hotéis, criar um roteiro de atrações de acordo com seu perfil e, por fim, avaliar a experiência que teve na cidade. Isso tudo em um só aplicativo.


Traveller


O Traveller é um aplicativo que pretende incentivar o envolvimento do turista com os atrativos e passeios da cidade visitada por meio de gameficação. Projeto da dupla Guilherme Frade da Silva e Alexandre Guimarães Nicolau, o app ainda está em fase de desenvolvimento, e foi apresentado no Hackatur como solução para a AMPRO. A ideia é que o usuário interaja com o local visitado como se estivesse em um jogo. Nos roteiros propostos, ele poderá desvendar charadas e receber informações sobre os atrativos. Os pontos ganhos são transformados em benefícios para o viajante em estabelecimentos parceiros do app.


Hi Position


O projeto Hi Position, dos sócios Armando Junior e Glauber Dias, foi apresentado para o desafio da AMPRO e consiste na implantação de dispositivos de comunicação micro localizados em alguns atrativos turísticos da cidade. O objetivo é trazer praticidade para o visitante, que receberá, por meio de um aplicativo, informações sobre o local, obras de arte, atrativos turísticos e pontos relevantes na cidade. Ele poderá, também, fazer o pagamento das entradas de forma direta e digital, além de comprar passagens de ônibus, fazer reservas em hotéis, alugar um carro e escolher seus eventos favoritos.


Made in BH


Felipe Martins e Guilherme Pertence, da Made in BH, apresentaram uma solução para o desafio proposto pela BH Airport. A ideia é construir um espaço físico que funcionaria como uma central de experiências da cultura de Belo Horizonte e região. O projeto visa transformar as chegadas e partidas do aeroporto numa experiência marcante e única com um jeito de receber que só o mineiro sabe fazer. A estrutura seria sensorial, que gere essa experiência no viajante. Apresentar um pouco de BH e grande BH e minas, as riquezas, dentro desse espaço. Venda de produtos. A ideia que ele passe por um lugar, uma espécie de museu, e conheça melhor nossa história.