Pular para o conteúdo principal

Casa Amarela, no Parque da Mangabeiras, com usinas fotovoltáicas
Foto: Divulgação PBH

BH capta recursos para projetos de enfrentamento às mudanças climáticas

07/02/2020 | 19:20 | atualizado em 17/02/2020 | 11:09

Com o intuito de aprimorar as competências da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) na atração de financiamentos para projetos de enfrentamento às mudanças climáticas, será realizado na próxima terça-feira (11), em Belo Horizonte, o Workshop de Lançamento do LEDS Lab.

 

A ação é parte da segunda etapa do projeto Urban LEDS, uma estratégia de desenvolvimento urbano de baixo carbono implementado pelo ICLEI - Governos Locais pela Sustentabilidade - e pela ONU-Habitat, em parceria com os governos locais. Por meio do LEDS Lab, série de workshops que fornecerá suporte técnico para a implementação de projetos-pilotos, o Urban LEDS II busca apoiar a transição ao desenvolvimento urbano de baixo carbono em países de economia emergente.

 

Em 2019, projetos das cidades de Belo Horizonte e Recife com o tema de eficiência energética em prédios públicos, foram selecionados no Brasil para receber o apoio direto de uma consultoria especializada contratada pelo ICLEI. O consórcio de consultores é composto pelas empresas  Mitsidi Projetos, I Care and Consult, Markup Consultores, Hill Consulting.

 

Na capital mineira, o projeto escolhido foi o Escolas Solares, desenvolvido por meio de uma parceria com o Programa COMPASSO da Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O objetivo é contribuir para a melhoria da eficiência energética das unidades de ensino da rede municipal.  Com a implantação do projeto e a instalação de usinas fotovoltaicas, os recursos financeiros, atualmente gastos com o pagamento das contas de eletricidade, poderão ser revertidos, em sua maior parte, para o financiamento de atividades educacionais, ampliando a oferta de vagas para crianças e jovens do município e investindo na melhoria da qualidade do ensino.

 

Neste workshop, serão iniciados os trabalhos do LEDS Lab junto ao consórcio de consultores, corpo técnico da PBH e outros atores envolvidos, com o intuito de estruturar as ações e atrair financiadores internacionais para sua execução. A coordenação desta iniciativa está a cargo da Diretoria de Relações Internacionais, vinculada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico.

 

"Belo Horizonte tem requalificado sua presença internacional de forma mais intensa nos últimos anos. O objetivo é articular as ações e iniciativas das diversas secretarias e órgãos da administração municipal às agendas e organismos internacionais de incentivo e fomento, atraindo parcerias e investimentos internacionais. O LEDS Lab é um ponto culminante neste sentido e, com certeza, será também ponto de contato para outras iniciativas para além das Escolas Solares", afirma o coordenador de Conhecimento da Diretoria de Relações Internacionais, Bernardo Ribeiro.

 

Atualmente, o Urban LEDS II também apoia na capital mineira a implementação dos projetos Mobilidade Elétrica (BHTrans); e participa, por meio da Superintendência de Limpeza urbana (SLU), da iniciativa Hub Incríveis. Esta iniciativa, desenvolvida pela organização Bankoo com apoio da Fundação Avina, é voltada para a discussão da logística reversa de embalagens em uma perspectiva de economia circular.

 

A coordenação geral do Urban LEDS II em Belo Horizonte é de responsabilidade da Gerência de Projetos Especiais/Diretoria de Gestão Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

 

“Espera-se que, além da capacitação geral para modelagem de projetos climáticos financiáveis, as cidades consigam executar o projeto contemplado - no caso de Belo Horizonte, a unidade piloto do projeto Escolas Solares, Escola Municipal Herbert José de Souza – utilizando de forma estratégica o recurso de 15 mil euros, que será disponibilizado para este fim. A ideia é que, a partir do uso inteligente desta verba, o projeto se torne viável para o aporte de novos recursos, a serem conseguidos por meio de financiamento externo, e que a experiência permita sua replicabilidade em toda rede municipal de ensino”, explicou o secretário municipal de Meio Ambiente, Mário Werneck.

 

O Urban LEDS II é desenvolvido em 8 países da América do Sul, Ásia e África (Brasil, Colômbia, Índia, Bangladesh, Indonésia, Laos, África do Sul, Ruanda). No Brasil, participam do projeto as cidades de Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Betim, Curitiba, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Sorocaba.

 

SERVIÇO:

Workshop de lançamento do LEDS LAB

Dia: 11/02/2020

Horário: 8h30

Local: Prefeitura de Belo Horizonte (Avenida Afonso Pena, 1212, Centro)

Informações: (31) 3246-0586


Últimas Notícias

Informativo sobre o Coronavírus em Belo Horizonte Baixa de construção pode ser obtida utilizando drone e por meio digital

A Prefeitura construiu um procedimento para que a baixa de construção possa ser feita por fotos e vídeos obtidos por drone.

29/05/2020 | 17:37
Prestação de contas na Câmara Municipal de Belo Horizonte PBH intensifica ações na Saúde e Políticas Sociais, mesmo com queda nas receitas

Dados demonstram que o Município arrecadou R$ 4,7 bilhões de janeiro a abril, cerca de 34% do total previsto para o ano – R$ 13,7 bilhões.

29/05/2020 | 12:05