Pular para o conteúdo principal

Praça da liberdade
Foto: Qu4rto Studio

Belo Horizonte recebe o 5° Seminário Cidades e Destinos Turísticos Inteligentes

criado em 03/11/2022 - atualizado em 03/11/2022 | 16:13

Com uma programação estruturada para promover um debate sobre as perspectivas e desafios das cidades e destinos inteligentes na América Latina, a Belotur realiza, nos dias 7 e 8 de novembro, o 5° Seminário Cidades e Destinos Turísticos Inteligentes. A agenda, que retorna ao formato presencial e tem entrada gratuita, será no Espaço de Convivência do MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal. As inscrições já estão abertas e os interessados podem conferir a programação completa e retirar os ingressos on-line.

 

Embora o foco do seminário seja o turismo, a agenda busca ampliar a discussão e integrar outras áreas do conhecimento. O evento será uma oportunidade para a troca de experiências e conhecimento, além de permitir um debate sobre tendências e apresentação de cases de sucesso nacionais e internacionais sobre a temática dos destinos turísticos inteligentes.

 

“O seminário chega à sua quinta edição acompanhando a agenda global e as tendências que norteiam os principais destinos da América Latina. Diante de um novo contexto em transformação, entendemos que é importante estimular o debate crítico e o apoio à inovação, reforçando o desenvolvimento sustentável, a importância das políticas públicas e da cooperação participativa de moradores e visitantes, pensando no futuro de Belo Horizonte como um destino turístico inteligente”, comenta Gilberto Castro, presidente da Belotur.

 

Nesta edição, o evento traz uma programação repleta de convidados de vários países da América Latina, que vão abordar temas como: estratégias de inovação na gestão pública; desafios da gestão e coleta de dados; alicerces para a competitividade, sustentabilidade e resiliência do novo turismo; informação turística inteligente; gastronomia e inovação, políticas sociais e meio ambientais. O evento terá, ainda, um painel voltado para a apresentação da Rede Ibero-Americana de Destinos Turísticos Inteligentes enquanto uma rede colaborativa para o desenvolvimento do modelo de gestão turística.

 

Além da apresentação dos convidados, o Seminário apresentará o resultado dos oito meses de trabalho desenvolvido pela Belotur e pelo Instituto Ciudades del Futuro, com a divulgação preliminar do diagnóstico e perspectivas do Plano de Transformação Digital do Turismo de Belo Horizonte, trabalho oriundo da metodologia “Destinos Turísticos Inteligentes Brasil”, desenvolvida pelo Ministério do Turismo também em conjunto com o Instituto Ciudades del Futuro. A metodologia foi replicada em Belo Horizonte de forma conjunta com a sociedade civil organizada.

 

Todo esse trabalho integra o “fuTurismo - Programa de Pesquisa e Inovação turística”, que tem por objetivo elaborar modelos para a mensuração dos impactos econômicos do setor, utilizando-se das seguintes ferramentas: pesquisa, tecnologia e processos de inovação. A intenção é que esses instrumentos contribuam de forma eficaz para a solução das demandas do turismo e propiciem um desenvolvimento sustentável da atividade no município de Belo Horizonte e para toda cadeia produtiva do setor.

 

Sobre o projeto DTI Brasil e o Instituto Ciudades del Futuro

 

Com o objetivo de apoiar o desenvolvimento das cidades turísticas e, ao mesmo tempo, oferecer melhores experiências aos visitantes, o Ministério do Turismo do Brasil começou o ano de 2021 determinado a transformar seus destinos em experiências inovadoras e únicas, e também melhorar a qualidade de vida de seus moradores. Para isso, assinou uma parceria com o Instituto Cidades do Futuro (ICF), que tem o apoio da SEGITTUR, para avançar na construção de um modelo metodológico que permite o desenvolvimento de "Destinos Turísticos Inteligentes" no Brasil, com vistas a melhorar a gestão e os níveis de competitividade turística do Destinos.

 

A metodologia foi adaptada para a realidade brasileira pelo ICF, e inicialmente está sendo implantada em dez destinos do país, em projeto piloto: Angra dos Reis, Brasília, Campo Grande, Curitiba, Florianópolis, Palmas, Recife, Rio Branco, Rio de Janeiro e Salvador. A partir disso, foi possível analisar a procedimentos atuais e a implementação de estratégias, considerando especificidades regionais.

 

O ICF é uma instituição criada pela Fundação Cidade de La Plata, que promove um método para planejamento comunitário e de destino turístico inteligente na Argentina e na América Latina. Através do uso de novas tecnologias e modelos participativos, auxilia as comunidades na implementação de iniciativas inovadoras para o desenvolvimento humano, sustentável e inclusivo.

 

Serviço

5º Seminário Cidades e Destinos Turísticos Inteligentes

7 e 8 de novembro

Local: MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal, Belo Horizonte - MG - Prédio Rosa da Praça da Liberdade, nº 680, Bairro Funcionários.

Inscrições e programação completa: bit.ly/5seminariodtibh