Pular para o conteúdo principal

Belo Horizonte consegue US$ 80 milhões para investimento em mobilidade
Foto: Adão de Souza/PBH

Belo Horizonte consegue US$ 80 milhões para investimento em mobilidade

criado em 03/08/2022 - atualizado em 03/08/2022 | 19:09

A Prefeitura de Belo Horizonte teve aprovada, nesta quarta-feira (3), pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, operação de crédito de US$ 80 milhões com o Banco Mundial (BIRD). Os recursos serão aplicados em obras de mobilidade urbana na avenida Amazonas, com a implantação do corredor prioritário de transporte público na via, e melhorias na região da Cabana do Pai Tomás. No total, estão previstos US$ 100 milhões para investimentos na cidade, sendo US$ 80 milhões relativos ao financiamento e US$ 20 milhões do município.

 

O prefeito Fuad Noman anunciou a aprovação do crédito em postagem nas redes sociais. “Vitória para Belo Horizonte! O Senado aprovou a contratação de operação de crédito no valor de 80 milhões de dólares para intervenções que faremos na Avenida Amazonas para melhoria no transporte público”, postou. O prazo para assinatura do acordo com o Banco Mundial é de até dois meses.

 

Para a área de mobilidade os estudos e projetos contemplam o tratamento prioritário para o sistema de transporte público e coletivo por ônibus que atende ao Vetor Oeste de Belo Horizonte e da Região Metropolitana, as regiões Central, Oeste e Barreiro, tendo por eixo estruturante a Avenida Amazonas. Serão criadas faixas exclusivas para o transporte coletivo e adequação de várias vias transversais, abrigos para pontos de ônibus e readequação de calçadas com foco na acessibilidade, em uma extensão aproximada de 24 km.

 

O projeto pretende ainda a melhoria urbana da Vila Cabana do Pai Tomás, região Oeste da cidade, com o desenvolvimento de obras de infraestrutura como a construção de ruas e vielas e intervenções em locais com risco geológico. Além das realocações que forem necessárias.

 

O desenvolvimento urbano na região do Jatobá, no Barreiro, também será contemplado com recursos da operação e crédito para elaboração de planos estratégicos de melhoria da conexão do território e seu desenvolvimento econômico, social e ambiental. Outros locais como nos bairros Maria Teresa, Jardim Getsemani, Montes Claros e Novo Lajedo também receberão projetos e planos para implantação de estrutura de saneamento e interligação deles com o transporte público.

 

A gestão do projeto e o fortalecimento institucional também estão contemplados na aplicação dos recursos. Entre eles está o monitoramento de um plano de ação para a promoção da igualdade de gênero, além da implementação dos mecanismos de resolução de reclamações.