Pular para o conteúdo principal

Quatro crianças têm aulas de futsal em quadra, durante o dia.
Foto: Divulgação PBH

Aulas de futsal marcam o início do calendário 2019 do Esporte Esperança

30/01/2019 | 16:48 | atualizado em 01/02/2019 | 12:15
Os últimos dias das férias escolares ficaram mais animados para centenas de crianças e adolescentes com a retomada do calendário 2019 do Esporte Esperança, um programa desenvolvido pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, e que contempla três mil crianças e adolescentes com atividades esportivas. 
 
Segundo Elberto Furtado, secretário municipal de Esportes e Lazer, as aulas contribuem para a formação social dos participantes, estimulando o desenvolvimento de atitudes solidárias, cooperativas, éticas e de cidadania.
 
A primeira ação do programa foi na última terça-feira, dia 22, na quadra comunitária da Vila Santa Rosa, no bairro São Francisco, região da Pampulha.  Pampulha. No local é realizada aula de futsal numa ação intersetorial do programa Esporte Esperança com o Centro de Referência de Assistência Social – CRAS Santa Rosa.A aposentada Fabíola Angélica de Carvalho levou os dois netos para as aulas. Com orgulho, ela apontou para a quadra e fez o perfil dos atletas.“O magrinho é o Pedro. Sua paixão pelo futebol é tão grande que ele dorme com a bola ao lado da cama. O mais forte é o Gabriel. É tímido e tenho certeza de que essas aulas vão ajudá-lo a se soltar um pouco”, afirmou. 
 
Além dos dois netos, Fabíola ainda leva dois sobrinhos para a prática de futsal. “Fico feliz de poder trazer os meninos para essa atividade que é muito importante para a vida deles, agora e no futuro. Aqui eles aprendem a lidar com vitórias e derrotas”, disse a moradora do Beco Viseu, na Vila Santa Rosa.
  
A primeira aula do Esporte Esperança na quadra da Vila teve dois novos alunos, os gêmeos Ivy Gabriel Rodrigues da Costa e Izabely Luiza Rodrigues da Costa, de nove anos. “Estou animada com a participação deles no futsal Acredito que esta atividade vai tirá-los um pouco de casa, e no caso da Izabely, vai ajudar a diminuir sua ansiedade e reduzi sua compulsividade na alimentação”, disse a mãe da dupla, Zilda Rodrigues, de 42 anos, morada do bairro São Francisco.
 
O Esporte Esperança é um programa que visa garantir às crianças e adolescentes, residentes em áreas de vulnerabilidade social, o acesso aos esportes, a dança e as brincadeiras.
 
Para a faixa etária de 6 a 17 anos são ofertadas oficinas e escolinhas de modalidades como futsal, basquete, vôlei, ginástica, natação, atletismo, entre outras. O programa também atende crianças de três a cinco anos matriculadas nas escolas municipais de educação infantil e creches conveniadas da Prefeitura.
 
No portal da Prefeitura de Belo Horizonte há as informações sobre as atividades, locais e inscrições do programa.
 
 

30/01/2019. Esporte Esperança. Fotos: Vilma Tomaz/PBH