Pular para o conteúdo principal

Informações da Prefeitura sobre o Covid-19
Foto: Arte PBH

Apresentações virtuais de slam são destaque no Circuito em Casa

01/07/2020 | 16:49 | atualizado em 01/07/2020 | 16:49


São muitas as identidades culturais e manifestações artísticas em Belo Horizonte. Muitas as realidades e os caminhos de conexão entre o centro e as diferentes periferias da capital mineira, que reúne a terceira maior região metropolitana do Brasil e sétima da América Latina. Em tempos de distanciamento social, diante da pandemia da Covid-10, as diferentes expressões presentes nas regionais de Belo Horizonte têm a chance de confluência no projeto “Territórios Culturais”, que integra o Circuito Municipal de Cultura. A iniciativa é realizada pela Secretaria Municipal de Cultura e Fundação Municipal de Cultura, em parceria com o Centro de Intercâmbio e Referência Cultural (CIRC).

Desta quarta, dia 1º, até a sexta-feira, dia 3, a programação conta com apresentações on-line de slam, a batalha de poesia urbana que cresceu e se desenvolveu na última década em todo o mundo.  Em duplas, poetas e MCs de várias regiões da cidade dividem a tela em enfrentamentos líricos, improvisos, provocações e declamações sobre temas como a realidade social nas cidades brasileiras, as identidades raciais, a cultura das periferias, os sentimentos e acontecimentos da vida da juventude.

O slam tornou-se gênero marcante em Belo Horizonte, cidade que já tem forte tradição de poesia urbana a partir do hip-hop e das batalhas de improviso nacionalmente conhecidas no viaduto Santa Tereza. Em 2018, a poetisa mineira Pieta Poeta tornou-se campeã nacional de slam e representou o Brasil no campeonato mundial do estilo na França.

As transmissões nesta quarta, quinta e sexta-feira acontecem sempre às 22h e serão realizadas simultaneamente pelo canal da Fundação Municipal de Cultura no YouTube, página do Circuito Municipal de Cultura no Facebook e perfil do Circuito Municipal de Cultura no Instagram.



Artistas e territórios participantes  

O primeiro encontro, nesta quarta-feira, dia 1º, terá como destaque Douglas Din, da Vila Fátima, um dos principais MCs do Brasil na atualidade, duas vezes campeão nacional do Duelo de MCs e com três álbuns lançados. Ele se apresenta ao lado de EdyX MC, fundador do Projeto Preto Livre, articulador cultural e ativista do movimento Hip-hop e de Koquin CCT, poeta, produtor, beatmaker e representante do bairro São Bernardo. 

Na quinta-feira, dia 2, o desafio traz a poetisa e MC Iza Reys, do Bairro das Indústrias, que iniciou a sua trajetória nas batalhas de slam em 2017, no Slam Clube da Luta, e em 2019 já ocupava a sexta colocação na competição nacional de poesia falada. Os outros destaques são Lucas Oliveira Miranda (Da Lua MC), slammer, MC, compositor e presidente do Coletivo RLN, além de Weslley Matos, conhecido como Matos, artista representante do bairro Salgado Filho, na Zona Oeste de BH.

Encerrando a ação Territórios Culturais desta semana, enfrentam-se na tela, na sexta-feira, dia 3, Carolina Fernandes, arte-educadora, trancista, bgirl e circense do bairro Zilah Spósito, vencedora da 1° edição Slam do Coletivo Artigo das Ccrias; Adriely Werneck, artista, estudante de licenciatura em Artes Visuais, poetisa e professora representante do bairro Lindeia-Regina; além de Michael Pepe, produtor do projeto Funk no Mapa da Cultura, integrante do Coletivo da Juventude, compositor e instrumentista do bairro Jardim Guanabara.

 

Territórios culturais

Desde seu início, no fim de 2019, o Circuito Municipal de Cultura busca vascularizar os percursos possíveis entre as diferentes manifestações artísticas da cidade de forma descentralizada. O projeto “Territórios Culturais”, que integra a programação esta semana, visa ampliar a atuação do Circuito nas nove regionais da cidade, considerando novos formatos frente à pandemia da Covid-19.

As ações foram criadas a partir da escuta realizada nos grupos de mobilização nesses territórios e promovem a valorização dos artistas locais nas mais variadas linguagens contemporâneas e tradicionais e estimulam o diálogo geracional, reconhecendo, interagindo e integrando culturas territoriais.

 

Sobre o Circuito em Casa

O Circuito em Casa, etapa on-line do Circuito Municipal de Cultura, tem o objetivo de promover o acesso à cultura em Belo Horizonte, durante a pandemia da Covid-19, ampliando os esforços para que a população fique em casa, conforme as recomendações da Secretaria Municipal de Saúde. A programação foi montada a partir das atividades que já estavam previstas para ocorrer no Circuito e suspensas em razão do período de distanciamento social. Nesse sentido, o Circuito em Casa busca fortalecer a presença dos bens culturais para a população das diferentes regiões da cidade, assim como manter o intercâmbio e a qualificação da cena artística de Belo Horizonte durante o isolamento.

O projeto foi cuidadosamente desenvolvido, a partir das recomendações dos especialistas da saúde, de forma a reforçar o isolamento e proteger os envolvidos. Todos os artistas estão sendo orientados remotamente pela produção do Circuito, com as medidas necessárias contra o contágio do Coronavírus e a formatação de cada apresentação conforme as exigências sanitárias de prevenção à pandemia. Além disso, em todas as apresentações do Circuito em Casa, os artistas veicularão mensagens de conscientização ao público, visando ampliar o combate à Covid-19 em Belo Horizonte.

 


Últimas Notícias

Realização do evento cultura Sound System Circuito em Casa reúne 20 atrações culturais em uma semana

O Circuito encerra a sua programação de julho e já inicia a de agosto com 20 diferentes atrações.

27/07/2020 | 17:32
Informações sobre a Covid-19 Mais de 3,5 mil pessoas são abordadas desde a lei que obriga o uso de máscaras

Entre os cidadãos abordados, 1.606 estavam devidamente equipados e outros 1.925 estavam em desacordo com a legislação.

21/07/2020 | 14:48