Pular para o conteúdo principal

Alunos do Superar ensaiando
Foto: Marcelo Mendes

Alunos do Superar vão participar da abertura do desfile do bloco Chama o Síndico

21/02/2020 | 16:33 | atualizado em 21/02/2020 | 16:59


Composta por 20 alunos do programa Superar, a ala Sindicato da Inclusão vai participar pelo terceiro ano consecutivo da abertura do desfile do bloco Chama o Síndico, no Carnaval de rua de Belo Horizonte. Serão 12 alunos de dança e oito de percussão, além do reforço de 20 familiares dos alunos e quatro professores do Superar.

Desenvolvido pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, o Superar promove a inclusão social da pessoa com deficiência por meio do esporte e de atividades recreativas e funcionais.

O desfile do Chama o Síndico será realizado no centro da cidade, a partir das 8h de domingo, dia 23, saindo da avenida do Contorno e passando pela avenida dos Andradas, rua dos Tupinambas e Praça Rui Barbosa.

Na abertura, a ala Sindicato da Inclusão vai participar da coreografia e percussão em três músicas: “Que Beleza” (Tim Maia), “Os Alquimistas Estão Chegando” (Jorge Ben Jor) e “Do Leme ao Pontal” (Tim Maia).

A apresentação é resultado de aulas e ensaios realizados ao longo do ano na sede do Centro de Referência Esportiva para Pessoas com Deficiência, uma das dez unidades do Superar, localizada no bairro Carlos Prates.

“A participação dos alunos do Superar no carnaval de rua de Belo Horizonte ocorre desde 2018 e virou tradição. O Superar é um programa que segue em expansão desde 2017, agora com dez unidades, no total, já que abrimos o núcleo São Rafael recentemente”, pontua o secretário municipal de Esportes e Lazer, Elberto Furtado.  

  

Superar

Mais de 900 pessoas com deficiência – física, visual, intelectual, auditiva, múltipla e com autismo – são atendidas mensalmente pelo programa, que oferece aulas de 16 modalidades esportivas e culturais, entre elas a dança e a percussão.

As aulas são realizadas de segunda a sexta-feira em três turnos (manhã, tarde e noite) em 16 modalidades: atletismo, basquetebol, bocha regular, bocha paralímpica, dança, futsal, goalball, judô, natação, rúgbi em cadeira de rodas, tênis de mesa, voleibol sentado, patinação, percussão, funcional e parataekwondo.

O programa conta com dois centros de referência (unidade do Carlos Prates e Escola Municipal de Ensino Especial Frei Leopoldo) e oito núcleos regionalizados - Colégio Marconi, Clube Palmeiras e escolas estaduais de ensino especial Amaro Neves e João Moreira Salles, além da UFMG, São Rafael, Associação de Deficientes Visuais de Belo Horizonte e da Associação de Surdos.

Para se inscrever no programa é necessário ter idade superior a seis anos, apresentar laudo comprovando a deficiência e haver disponibilidade de vagas. Os contatos são pelos telefones 3277-4546 e 3277-7681 além do e-mail superar@pbh.gov.br.

 


Últimas Notícias

Informativo sobre o Cornavírus em Belo Horizonte Prefeitura cadastra e divulga eventos on-line em tempos de Coronavírus

Os interessados em cadastrar eventos devem enviar as devidas informações e imagens de divulgação para agenda.belotur@pbh.gov.br.

27/03/2020 | 08:57
Informativo sobre o Cornavírus em Belo Horizonte Vacinação na Araujo será por distribuição de senhas nas drogarias

A marcação, que estava sendo feita por meio do site da Araujo, foi alterada devido à alta procura.

26/03/2020 | 18:00