Pular para o conteúdo principal

Exposição fotográfica “A Cara da Pista"
Foto: Ademir Nascimento

Afrofuturismo e hip-hop são destaques do Circuito em Casa desta semana

08/06/2020 | 15:07 | atualizado em 15/06/2020 | 16:54

Durante o período de distanciamento social, a cultura em Belo Horizonte segue conectada a partir do “Circuito em Casa”, ação especial on-line do Circuito Municipal de Cultura. Entre os dias 9 e 14 de junho, o projeto traz formatos criativos, no ambiente virtual, para ações artísticas e formativas, voltadas a diferentes públicos. O “Circuito em Casa” é apresentado pela Secretaria Municipal de Cultura e pela Fundação Municipal de Cultura, em parceria com o Centro de Intercâmbio e Referência Cultural (CIRC).

São transmissões on-line, ao vivo, além da exibição de vídeos, curtas e filmes, debates, oficinas e vídeo-aulas com o objetivo de promover a produção artística da capital e disponibilizar à população mais uma opção de arte e formação, durante o necessário período de distanciamento social para a contenção da pandemia da Covid-19.

Um dos destaques da semana é o debate sobre o afrofuturismo no cinema, na quarta-feira, dia 10, que abordará as relações entre tecnologia, descolonização e diáspora na produção audiovisual afrodescendente. Participam a crítica, curadora e doutora em Comunicação e Cultura pela UFRJ, Kênia Martins, e o cineasta mineiro Gabriel Martins, integrante do coletivo Filmes de Plástico e diretor de filmes como o longa “No Coração do Mundo”.  

Já a exposição fotográfica “A Cara da Pista” estreia no site e Instagram do Circuito Municipal de Cultura, na sexta-feira, dia 12. São múltiplos olhares sobre a batalha de MC’s da pista de skate do Barreiro, um dos polos da cena hip-hop em Minas Gerais, atualmente. Os registros foram feitos por fotógrafos profissionais e amadores buscando retratar a realidade local, os personagens, o espaço e o evento que contribui marcadamente para a descentralização do acesso à cultura na capital. 

No sábado, dia 13, a atração é uma oficina especial de teatralidade para infâncias confinadas, ministrada por Charles Valadares e Raysner de Paula, voltada a crianças de 7 a 12 anos. A partir da linguagem das artes cênicas e com o uso das plataformas de comunicação a distância, os dois professores desenvolvem jogos, narrativas e outras poéticas para o público infantil dentro de casa.  As vagas são limitadas. Confira o início das inscrições no Instagram do Circuito Municipal de Cultura.  

Nesta semana, também prossegue a temporada de estreia do Grupo Galpão no formato on-line, com “Éramos em Bando”. O filme-ensaio, dirigido por Marcelo Castro, Pablo Lobato e Vinícius Souza, é resultado do encontro dos atores e atrizes no ambiente virtual após a paralisação dos ensaios para o próximo espetáculo do grupo, em meio ao distanciamento social. Pílulas especiais de espetáculos do Grupo Giramundo, em homenagem aos 50 anos do Grupo e seu teatro de bonecos, também seguem na programação. Confira a agenda completa neste link.

 

 

Sobre o Circuito em Casa

O Circuito em Casa cumpre a função de promover o acesso à cultura em Belo Horizonte, durante a pandemia da Covid-19, ampliando os esforços para que a população fique em casa, conforme as recomendações da Secretaria Municipal de Saúde. A programação foi planejada a partir das atividades presenciais previstas para ocorrer no Circuito Municipal de Cultura, iniciadas no final de 2019 e suspensas, em razão do período de distanciamento social. Nesse sentido, o “Circuito em Casa” busca fortalecer a presença dos bens culturais para a população de diferentes regiões da cidade, assim como manter o intercâmbio e a qualificação da cena artística de Belo Horizonte durante o isolamento.

O projeto foi cuidadosamente desenvolvido, a partir das recomendações de especialistas da saúde, de forma a reforçar o isolamento e proteger os envolvidos. Todos os artistas estão sendo orientados remotamente pela produção do Circuito, sobre as medidas necessárias contra o contágio do Coronavírus e a formatação de cada apresentação, conforme as exigências sanitárias de prevenção à pandemia. Além disso, em todas as apresentações do “Circuito em Casa”, os artistas veicularão mensagens de conscientização ao público, visando ampliar o combate à Covid-19 em Belo Horizonte.

 

Sobre o Circuito Municipal de Cultura

O Circuito Municipal de Cultura foi lançado em dezembro de 2019, junto às comemorações do aniversário de Belo Horizonte. Desde então, movimentou a programação da cidade com apresentações como a de Jorge Ben Jor, na Praça da Estação, e Rincon Sapiência e Tamara Franklin, no Viaduto Santa Tereza, ambos na Zona Cultural Praça da Estação. Foram planejadas mais de 150 atrações artísticas e formativas, durante 12 meses, contemplando diversas linguagens e público de diferentes faixas etárias.


Últimas Notícias

Realização do evento cultura Sound System Circuito em Casa reúne 20 atrações culturais em uma semana

O Circuito encerra a sua programação de julho e já inicia a de agosto com 20 diferentes atrações.

27/07/2020 | 17:32
Informações sobre a Covid-19 Mais de 3,5 mil pessoas são abordadas desde a lei que obriga o uso de máscaras

Entre os cidadãos abordados, 1.606 estavam devidamente equipados e outros 1.925 estavam em desacordo com a legislação.

21/07/2020 | 14:48