Pular para o conteúdo principal

Operários da Secretaria de Obras colocam painéis na Praça da Liberdade
Foto: Amira Hissa/PBH

Ação cultural transforma Praça da Liberdade em galeria de arte a céu aberto

20/07/2018 | 18:28 | atualizado em 05/11/2018 | 09:56

A Prefeitura de Belo Horizonte, em parceria com o Instituto Amado, vai realizar uma ação cultural inédita neste domingo, dia 22, na Praça da Liberdade. Os tapumes que cercam a praça, interditada em função de obras de revitalização, servirão de telas para artistas do grafite e muralismo. O objetivo é transformar o local em uma grande galeria de arte a céu aberto, durante o período da interdição.
 

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, vai acompanhar a primeira dama Ana Laender durante a execução dos trabalhos e o processo de criação dos artistas que farão as intervenções, na Praça da Liberdade. A visita está prevista para o período da tarde, às14h deste domingo.
 

Com o apoio do Movimento Gentileza, idealizado e coordenado por Ana Laender (voluntária social), a Prefeitura firmou parceria com o Instituto Amado, criado pela Galeria de Arte Quartoamado com o objetivo de amadurecer e desenvolver projetos com viés sociais, artísticos e educativos.
 

O Instituto Amado realizou um chamamento público e selecionou 54 artistas que vão pintar 54 painéis, simultaneamente, das 9h às 17h. Cada artista selecionado receberá da Prefeitura de Belo Horizonte um kit com materiais de pintura; uma ajuda de custo de R$300 do Instituto Amado, além de um kit alimentação fornecido por outros parceiros.
 

A população poderá acompanhar todo o processo artístico, que espera representar a pluralidade cultural da capital. Os painéis ficarão expostos até a conclusão das obras da praça.