Pular para o conteúdo principal

Mais de trinta membros da Academia da cindade fazem caminhada durante o dia.
Foto: Sidney Procópio/PBH

Academias da Cidade promovem qualidade de vida e socialização aos cidadãos de BH

27/11/2018 | 15:03 | atualizado em 27/11/2018 | 15:08
Obter uma boa qualidade de vida, prevenir doenças e manter o corpo saudável, estes são alguns dos objetivos do Programa Academia da Cidade que desenvolve conteúdos de Educação Física, como ginásticas, danças, jogos, esportes, lutas e caminhada orientada, por meio da Secretaria Municipal de Saúde. Belo Horizonte possui 77 Academias da Cidade nas nove regionais, com cerca de 20 mil alunos inscritos. As aulas são realizadas de segunda a sábado, nos turnos manhã, tarde e noite.

Um exemplo de sucesso do programa é a Academia da Cidade Fazendinha, localizada no Centro de Vivência Agroecológica - Coqueiros, conduzida pelo Centro de Saúde Glória (rua Eneida, 955), região Noroeste de Belo Horizonte. Aproximadamente 300 usuários realizam exercícios em horários variados de segunda a sexta-feira e também participam de eventos diversos com foco na melhoria de hábitos alimentares, combate ao sedentarismo e promoção à saúde mental.

Professora de Educação Física, Gislaine Santana esclarece que as atividades diárias abrangem rotinas de autocuidados e os eventos são uma oportunidade de interação, confraternização e aprofundamento de temas importantes. “Entre as atividades propostas trabalhamos a prevenção ao câncer de mama de uma forma animada e interativa promovendo apresentações artísticas, teatro, bate-papo, Lian Gong em 18 Terapias e caminhada com envolvimento de vários profissionais da saúde e um delicioso café da manhã bem saudável”, explicou.

A prática regular de exercícios físicos monitorados pelos profissionais da área tem proporcionado a melhoria da condição de saúde dos integrantes das academias. São os constantes relatos de que as atividades são responsáveis pela substituição de remédios, melhora de autoestima, amenização de dores localizadas, além da interação e compartilhamento de experiências do grupo, divididas não somente entre os usuários, mas pelas profissionais que conduzem a academia.

“Através das atividades realizadas aqui, obtive grande melhora no quadro de hipertensão, com a redução dos miligramas do medicamento que uso. Realizar as atividades em conjunto me proporcionou novas amizades. As pessoas se socializam, aprendem mais sobre saúde e esclarecem dúvidas que é essencial para o bem-estar físico, mental e psicológico”, comentou Rozana de Fátima Pereira Silva, aluna da academia.

Segundo Carla Luciana Silva, integrante da academia, é notória a mudança positiva naqueles que participam do programa. “Percebemos a transformação nas pessoas, muitos estão livres de depressões, traumas pessoais e dores, tudo pela reunião do grupo e da atividade física. Além disso, o empenho e carinho das professoras faz toda a diferença”, revela.

As atividades das Academias da Cidade são gratuitas e qualquer pessoa pode participar. Para se inscrever, basta procurar o Centro de Saúde ou a Academia da Cidade mais próxima da sua residência.



Cuidados antes de iniciar

Antes do início das aulas, os usuários passam por uma avaliação física com um profissional de Educação Física para que seja direcionado ao treinamento mais adequado. As atividades são realizadas de acordo com a necessidade e condições físicas de cada pessoa, visando a melhora do condicionamento cardiorrespiratório, consciência corporal, flexibilidade, força e coordenação motora geral. As aulas são oferecidas três vezes por semana e com duração de uma hora. Outros temas importantes no cuidado à saúde, como alimentação saudável e controle do tabagismo também são trabalhados nas Academias da Cidade.
 
 

27/11/2018. Academias da Cidade promovem qualidade de vida e socialização aos cidadãos de Belo Horizonte. Fotos: Sidney Procopio/PBH