Pular para o conteúdo principal

Homem profere palestra para mais de trinta pessoas sentadas na Academia da Cidade Confisco.
Foto: Carolina Rodrigues

Academia da Cidade promove bate papo sobre Saúde da Mulher

14/03/2018 | 19:18 | atualizado em 28/03/2018 | 16:50

Com o objetivo de conscientizar e fortalecer o autocuidado das mulheres em relação à saúde, a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Academia da Cidade Confisco, realizou, no dia 14 de março, no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) Confisco, à Rua Cecília Magalhães Gomes, (antiga Rua K), nº 127, Confisco, um bate papo sobre Saúde da Mulher.

 

Cerca de 80 alunos da Academia da Cidade Confisco participaram da conversa conduzida pelos profissionais do Centro de Saúde Confisco. O farmacêutico Gustavo Rocha falou sobre menopausa, climatério, uso de medicamentos fitoterápicos, ressaltando a importância do autocuidado e de seguir as orientações médicas. A fonoaudióloga Carolina Sodré ensinou alguns exercícios de ginástica facial para trabalhar a musculatura do rosto e suavizar marcas de expressão. O enfermeiro Igor Rezende falou sobre os exames de prevenção, mamografia, doenças mais comuns no útero, contaminação pelo HPV, entre outros assuntos. “É muito comum as pacientes chegarem ao posto de saúde com muitas dúvidas em relação a estes temas. Por isso é importante procurar a informação no lugar certo”, alertou.

 

O casal José Marcelino, 69, e Vera Lúcia, 61, moram no bairro Santa Terezinha e frequentam as atividades da Academia da Cidade Confisco há dois anos. Ambos concordam que foi muito bom participar da atividade. A mesma opinião teve Maria Moreira, 65, que, desde a implantação, participa das aulas da Academia da Cidade. “Gostei. É bom ter esse tipo de palestra porque a gente aprende as coisas”, disse. Para Anael Andrade Gonçalves, 57, foi muito proveitoso: “Gostei de todas as palestras. Aprendi muitas coisas, inclusive o jeito certo de passar creme no rosto”, contou.

 

Professoras da Academia da Cidade, Aline Paiva e Carolina Rodrigues explicaram a importância de promover este tipo de atividade para os alunos. “É uma forma de possibilitar aos alunos o acesso ao conhecimento e à informações em várias esferas da saúde, sendo esses momentos de grande importância para a promoção do autocuidado e prevenção de várias doenças.”