Pular para o conteúdo principal

Cerca de dez servidores trabalhando em meio às obras e construções.

Vilas São Tomaz e Aeroporto passam por transformação após retomada de obras

20/02/2019 | 16:33 | atualizado em 24/05/2019 | 15:07
O pedreiro João da Silva acompanha de perto a construção dos novos apartamentos do Programa Vila Viva no São Tomaz. É que ele e os filhos fazem parte das 1200 famílias que foram removidas devido aos constantes transbordamentos ocorridos no local e que perderam as esperanças quando as intervenções foram suspensas. "Estou no bolsa moradia há muito tempo e nem acreditava mais que ia ter o lugarzinho da gente um dia. Agora sei que isso vai acontecer, pois as obras estão fluindo muito bem, num ritmo legal", avaliou.
 

As obras do Programa Vila Viva nas vilas São Tomaz e Aeroporto, localizadas na região Norte da Capital, foram retomadas pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Companhia Urbanizadora e de Habitação de Belo Horizonte (Urbel). 

 

As obras estruturantes de urbanização, infraestrutura e construção de unidades habitacionais estavam paralisadas há quatro anos e foram retomadas em março de 2018. As intervenções vão garantir mais segurança e qualidade de vida às famílias que vivem em áreas de alagamentos. 

 

Quase um ano após o reinício do empreendimento, os avanços já podem ser percebidos pela comunidade, como pavimentação, passeio, drenagem, rede de água e esgoto nas ruas da Paz, Santo Elias e Eduardo Quintel, totalizando 400 metros de extensão já realizados. Também foram feitos a fundação e os pilares da ponte da rua Comendador Wigg - que fará a interligação viária entre as duas vilas, o muro de gabião ao lado da ponte da rua Cecília Pinto e, ainda, a arquibancada, o alambrado e parte do vestiário do campo de futebol. Além disso, a construção de 216 unidades habitacionais está em fase avançada, com alvenaria dos quatro pavimentos praticamente concluídos. 

 

De acordo com o coordenador Urbanístico e Ambiental da Diretoria de Projetos e Obras da Urbel, Marco Antônio dos Santos, a retomada e a evolução das intervenções foi uma grande conquista para os moradores. "As famílias estão mais confiantes com o desenvolvimento dos trabalhos que ficaram suspensos tanto tempo. Temos um número considerável de residenciais em estágio avançado, muitas áreas urbanizadas, com asfalto, rede de esgoto e iluminação pública, sem contar o alteamento das vias ao longo do Ribeirão para reduzir o risco de inundações. Estamos transformando esse local. Se antes era insalubre e perigoso, agora vai se transformar numa região com estrutura e habitação digna para a população", concluiu. 

 

O Programa Vila Viva São Tomaz/Aeroporto prevê obras de infraestrutura com terraplenagem, drenagem pluvial, redes para abastecimento de água e esgoto, pavimentação de ruas e becos, construção de Parque Linear e campo de futebol com arquibancadas e vestiários, além de iluminação pública. Também serão construídas 520 unidades habitacionais para reassentamento das famílias removidas em função das obras, sendo que 128 já foram entregues. Ao todo, serão investidos R$ 60 milhões, provenientes do Programa Pró-Moradia, do Governo Federal, com contrapartida do município. O término das obras está previsto para primeiro semestre de 2020. 

 

20/02/2019. Vilas São Tomaz e Aeroporto passam por transformação após retomada de obras. Fotos: Divulgação/PBH


Últimas Notícias

Visão do centro de BH Confira o funcionamento da Prefeitura no feriado de 15 de novembro

O dia 15/11 é feriado nacional em comemoração ao Dia da Proclamação da República (Lei Federal 662, de 1949).

14/11/2019 | 10:41
Mapa da operação de trânsito Operação especial na Rodoviária em função do feriado de 15/11

A BHTrans realiza, de 13 a 18/11, intervenções operacionais no trânsito na região da Rodoviária organizar e garantir a fluidez de veículos.

12/11/2019 | 16:06