Pular para o conteúdo principal

Participantes da Conferencia
Avanilton

Venda Nova abre discussões da Política sobre Drogas

06/09/2017 | 16:42 | atualizado em 11/09/2017 | 17:05

A Coordenadoria de Atendimento Regional (CARE) Venda Nova realizou no último sábado, 2 de agosto, sua pré-conferência de Política sobre Drogas, com a presença do gerente Regional Humberto Pereira de Abreu Júnior, o vice-prefeito Paulo Lamac, presidente e vice presidente do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (CMPD), Marcelo Derussi e João Francisco Souza Duarte, respectivamente.


Com o tema “Política Municipal sobre Álcool e outras Drogas: os desafios das ações para a Juventude”, o evento foi realizado no GETECO, localizado no bairro Rio Branco, e reuniu aproximadamente 100 participantes, entre sociedade civil e poder público. A II Pré-Conferência discutiu os eixos Educação; Redes Sociais e Mídia; Participação Cidadão do Jovem; Saúde e Assistência Social e Segurança Pública, com colaboração de atores locais ligados aos assuntos tratados. Além da discussão, o grupo estabeleceu as propostas e elegeu delegados e suplentes para representar a região na Conferência Municipal de Políticas sobre Drogas de Belo Horizonte, nos dias 29 e 30 de setembro. 
 

Os membros da mesa falaram da importância da discussão sobre o problema que afeta tanto a sociedade e da busca de soluções em todas as esferas de governo e níveis sociais. Marcelo Derussi explicou que a conferencia é um canal para ouvir a população. “A II Conferência de Políticas sobre Drogas traz o tema Juventude e a expectativa é que possamos fazer uma ouvidoria da população. Esta é a primeira de 10 conferências e estou muito feliz em começar por Venda Nova. Estaremos recolhendo propostas para a II Conferência Municipal de Políticas sobre Drogas, com o respeito ao direito de escolha do cidadão”, disse.


Kelem Cristina Duarte Marinho, Assistente Social do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) Mantiqueira, considera muito importante sua participação no evento. “Participar deste momento é muito importante porque é um momento de debate e de construção de uma Política sobre Drogas. E a Pré-conferência vai nos possibilitar esse debate”, completou.
 

Entre os participantes estava Rafael de Freitas Eyer Oliveira, 18 anos, morador do bairro Mantiqueira, que considerou o encontro uma oportunidade de adquirir conhecimento sobre as consequências do uso de drogas. “Eu acho importantes esses eventos, pois estimulam os jovens a ter uma visão do que pode acontecer ao se envolverem com as drogas. E esta Pré-Conferência eleva nossos conhecimentos sobre as consequências desses atos”, ressaltou.