Pular para o conteúdo principal

Cidade de Belo Horizonte com muitos prédios e céu azul.
Foto: João Paulo Vale

Seminário de Prevenção ao Crime apresenta política da PBH

23/11/2017 | 18:54 | atualizado em 21/03/2018 | 13:37
Belo Horizonte se unirá a outros países da América Latina em um esforço conjunto para diminuir em 50% a taxa de homicídios, nos próximos 10 anos. Este é o objetivo da Carta de Intenções que será assinada pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) com o Instituto Igarapé, durante o 1º Seminário Municipal de Prevenção ao Crime e à Violência. A Campanha Instinto de Vida vai priorizar a prevenção a homicídios na agenda de segurança da cidade.

O evento será realizado no auditório da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Estado de Minas Gerais (UFMG), das 8h às 18h, na segunda-feira, dia 27 de novembro. A organização é da Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Diretoria de Prevenção Social ao Crime e à Violência, da Secretaria Municipal de Segurança Pública.

Durante o seminário, um grupo de 16 especialistas vai tratar de temas como a Letalidade Juvenil; a Prevenção ao Crime e à Violência; a promoção dos direitos das mulheres; e redes locais de prevenção. No encontro, a PBH vai formalizar sua participação na Campanha de Redução de Homicídios na América Latina. 

Também será assinado um protocolo de intenções, no qual o Executivo Municipal se compromete a desenvolver ações de prevenção ao feminicídio e à reincidência criminal. A proposta é ampliar ações de segurança em áreas com índices elevados de violência e fomentar ações de inclusão para pessoas em situação de vulnerabilidade.

O projeto será desenvolvido simultaneamente em outras cidades do Brasil, na Colômbia, El Salvador, Guatemala, Honduras, México e Venezuela, países que registram altas taxas de criminalidade violenta.

A campanha é organizada pelo Instituto Igarapé, ONG que atua na integração de agendas da segurança, coleta e apresentação de dados oficiais, e no desenvolvimento de soluções inovadoras a desafios sociais complexos, através de pesquisas, novas tecnologias, influência em políticas públicas e articulação.



Redução da criminalidade em BH

No primeiro semestre de 2017, as ações da PBH, realizadas por meio da Secretaria Municipal de Segurança e Prevenção, tiveram resultados expressivos. De janeiro a julho, a cidade registrou uma queda de 22,75% no índice de homicídios consumados e 24,75% nos homicídios tentados, em comparação com o mesmo período de 2016.

A nova política de segurança teve início com o mapeamento das áreas com altos índices de criminalidade e a atuação da Guarda Municipal na prevenção ao crime, como as operações Viagem Segura e Sentinela. Para garantir que esses índices continuem em queda, a PBH aposta no intercâmbio com especialistas e na troca de experiências com a sociedade civil, para fortalecer suas políticas de prevenção.