Pular para o conteúdo principal

Biblioteca com mesas, cadeiras, estantes com livros, aparelho de som e equipamentos de estudo.
Foto: Divulgação/PBH

Regional Centro-Sul também recebe as intervenções do Plano de Obras da Educação

16/10/2018 | 15:42 | atualizado em 11/12/2018 | 18:53
As unidades escolares e creches parceiras da regional Centro-Sul também receberam as intervenções previstas no Plano de Obras da Educação, em que foram investidos, nos últimos dois anos, R$ 73,5 milhões em reformas, adequações e ampliações da rede física. No total, foram 47 obras na regional, sendo beneficiadas 14 Escolas Municipais de Ensino Fundamental, oito Escolas Municipais de Educação Infantil e todas as 25 creches parceiras na região. 

 A Escola Municipal Ulysses Guimarães, que fica localizada no bairro São Pedro, foi uma das contempladas com o investimento, que chegou a R$ 5 milhões em toda a regional, e, de acordo com a diretora da escola, Bernadete Reis, as melhorias tiveram reflexo inclusive no aprendizado dos alunos. 

“Promover a educação requer a garantia de um local com condições para que a aprendizagem possa ocorrer. É importante proporcionar um ambiente físico que estimule e viabilize o aprendizado além de favorecer as relações entre a comunidade escolar. As melhorias trouxeram aos espaços uma valorização das pessoas que atuam na escola, otimizando os trabalhos e contribuindo para relações harmoniosas”, avalia Bernadete. 

Para Tamires Adriele, mãe de uma aluna da escola, todos foram beneficiados com as intervenções. “A importância para mim e para minha filha é a educação e o bem-estar. Ela tem prazer de estar aqui, de usar a sala de informática, a biblioteca. Isso tem sido muito bom. Vejo que todos foram beneficiados com essas mudanças, inclusive a comunidade, que usa a escola nos finais de semana. Minha filha percebeu as melhorias e sempre chega em casa contente e comenta comigo. Dessa forma me sinto segura”, relata. 
 

Obras na Educação 

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Smed), está constantemente ampliando os investimentos para a melhoria da rede física das instituições escolares do Município. Os recursos destinados às obras em Escolas Municipais de Ensino Fundamental, Escolas Municipais de Ensino Infantil e creches da rede parceira ultrapassam R$ 56 milhões apenas em 2018, contemplando todas as nove regionais da cidade, valor que supera os investimentos feitos em 2017 em mais de 300%. 

As intervenções vão de pequenas adequações à construção de novos espaços e as reformas contemplam revitalização de pinturas em entradas e fachadas, correções hidráulicas e elétricas, colocação de calhas e telhados, adaptação e construção de banheiros, salas e pátios, entre outros. 

De acordo com a gerente de Manutenção e Expansão da Rede Física da Secretaria Municipal de Educação, Jussara Liberal, os benefícios das reformas refletem também no desenvolvimento pedagógico. 

“Ao investirmos na rede física, estamos trazendo mais conforto, segurança e acessibilidade, criando condições para desenvolver atividades em espaços mais adequados e prazerosos, tanto nas salas de aula, como nos espaços de lazer e de alimentação. Com preparação adequada do ambiente, garantimos mais qualidade no atendimento aos estudantes de modo geral e, com certeza, isso tudo contribui para um melhor aprendizado”, afirma.
 

16/10/2018. Obras da Secretaria de Educação - Centro-Sul. Foto: PBH/Divulgação