Pular para o conteúdo principal

Profissional da Prodabel sentada em frente a um computador em sua mesa
Foto: Divulgação/PBH

Referência em Geoprocessamento, BH se torna palco de testes de engenharia

23/10/2018 | 15:57 | atualizado em 23/10/2018 | 15:58
Graças ao trabalho de referência executado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Superintendência de Geoprocessamento da Prodabel e da Secretaria Municipal de Fazenda, a capital mineira será a primeira cidade utilizada como piloto no respaldo aos procedimentos previstos no Manual Operacional de Engenharia, elaborado pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA). O manual será distribuído pelos conselhos Regional e Federal de Engenharia e Agronomia a todos os municípios brasileiros com o objetivo unificar o cadastro de imóveis urbanos e rurais do Brasil, previsto no Sistema Nacional de Gestão de Informações Territoriais (Sinter).

De acordo com a superintendente de Geoprocessamento Corporativo da Prodabel, Karla Albuquerque, que também faz parte da equipe que coordena a implantação do Sinter, o principal objetivo do projeto é criar um ambiente seguro e que contenha as informações sobre imóveis de todo o Brasil de maneira integrada. “É gratificante participar de um projeto de tamanha abrangência e importância para o País e colaborar com a sua construção com o nosso conhecimento técnico e com a experiência da Prodabel. Meu papel no grupo é apresentar a experiência de BH em geoprocessamento, especialmente em Cadastro Técnico Multifinalitário (CTM) e na criação do banco de dados geográfico para cadastro urbano", afirmou.

A previsão é que os trabalhos comecem no mês que vem. Além de representantes da Prodabel e da Secretaria Municipal de Fazenda, participam dos testes integrantes da Receita Federal (responsável pelo Sinter), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), do Exército Brasileiro, e do Crea e o CONFEA. Na prática, a Prodabel vai ceder áreas (imóveis) já georreferenciadas para que o serviço de cartografia do Exército faça o levantamento territorial nas mesmas áreas para poder comparar com a base de dados fornecidas.
 

Geoprocessamento

O trabalho executado pelo setor de Geoprocessamento da Prodabel possibilitou que Belo Horizonte assumisse um papel destaque dentro do processo de implantação do Sinter . A área é responsável por reunir todos os dados geográficos da capital: planta cadastral da cidade, coleta de dados urbanos, armazenamento, análises e integração das informações do município. Todo este trabalho é condensado no Cadastro Territorial Multifinalitário. O resultado alcançado em Belo Horizonte é uma referência para o restante do Brasil e até mesmo cidades do exterior, que já visitaram a Prodabel para conhecer de perto todo o processo.

Últimas Notícias

Equipe do time de futebal Radiante, com cerca de 22 integrantes, comemora vitória do módulo B da Copa Centenário. Radiante e Taquarinense comemoram o título da Copa Centenário 2018

Radiante Futebol Clube e Taquarinense Futebol Clube são os campeões dos módulos B e C da Copa Centenário de Futebol Amador Wadson Lima 2018.

12/11/2018 | 19:42
Centro de Saúde Cafezal será reaberto com estrutura ampliada e novas instalações

A Prefeitura de Belo Horizonte vai entregar para a população, em dezembro, o novo Centro de Saúde Cafezal.

12/11/2018 | 19:33