Pular para o conteúdo principal

Profissional da Prodabel sentada em frente a um computador em sua mesa
Foto: Divulgação/PBH

Referência em Geoprocessamento, BH se torna palco de testes de engenharia

23/10/2018 | 15:57 | atualizado em 23/10/2018 | 15:58
Graças ao trabalho de referência executado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Superintendência de Geoprocessamento da Prodabel e da Secretaria Municipal de Fazenda, a capital mineira será a primeira cidade utilizada como piloto no respaldo aos procedimentos previstos no Manual Operacional de Engenharia, elaborado pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA). O manual será distribuído pelos conselhos Regional e Federal de Engenharia e Agronomia a todos os municípios brasileiros com o objetivo unificar o cadastro de imóveis urbanos e rurais do Brasil, previsto no Sistema Nacional de Gestão de Informações Territoriais (Sinter).

De acordo com a superintendente de Geoprocessamento Corporativo da Prodabel, Karla Albuquerque, que também faz parte da equipe que coordena a implantação do Sinter, o principal objetivo do projeto é criar um ambiente seguro e que contenha as informações sobre imóveis de todo o Brasil de maneira integrada. “É gratificante participar de um projeto de tamanha abrangência e importância para o País e colaborar com a sua construção com o nosso conhecimento técnico e com a experiência da Prodabel. Meu papel no grupo é apresentar a experiência de BH em geoprocessamento, especialmente em Cadastro Técnico Multifinalitário (CTM) e na criação do banco de dados geográfico para cadastro urbano", afirmou.

A previsão é que os trabalhos comecem no mês que vem. Além de representantes da Prodabel e da Secretaria Municipal de Fazenda, participam dos testes integrantes da Receita Federal (responsável pelo Sinter), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), do Exército Brasileiro, e do Crea e o CONFEA. Na prática, a Prodabel vai ceder áreas (imóveis) já georreferenciadas para que o serviço de cartografia do Exército faça o levantamento territorial nas mesmas áreas para poder comparar com a base de dados fornecidas.
 

Geoprocessamento

O trabalho executado pelo setor de Geoprocessamento da Prodabel possibilitou que Belo Horizonte assumisse um papel destaque dentro do processo de implantação do Sinter . A área é responsável por reunir todos os dados geográficos da capital: planta cadastral da cidade, coleta de dados urbanos, armazenamento, análises e integração das informações do município. Todo este trabalho é condensado no Cadastro Territorial Multifinalitário. O resultado alcançado em Belo Horizonte é uma referência para o restante do Brasil e até mesmo cidades do exterior, que já visitaram a Prodabel para conhecer de perto todo o processo.
Ouça este conteúdo

Últimas Notícias

Três crianças descem em escorregador inflável durante o dia. BH é da Gente tem blitz junina, oficinas de esporte e recreativas no dia 23/6

Programa tem blitz junina nas unidades Savassi (Centro-Sul) e Araribá (Noroeste) e brincadeiras infantis na unidade Silva Lobo (Oeste).

19/06/2019 | 20:49
Vegetação verde em caminho que tem uma passarela acima. Paisagem do Parque Nossa Senhora da Piedade. Confira os principais eventos gratuitos que acontecem em BH neste fim de semana

Confira os principais eventos gratuitos que acontecem em BH neste fim de semana, entre os dias 20 e 23/6.

19/06/2019 | 16:03