Pular para o conteúdo principal

Profissional da saúde e crianças da Rede Municipal de Educação participam de atividade do Programa Saúde na Escola
Foto: Sidney Procópio/PBH

Programa Saúde na Escola promove ações de combate ao mosquito Aedes aegypti

04/07/2018 | 15:58 | atualizado em 04/07/2018 | 16:00

Quanto mais conscientização e informação melhor. Com esse objetivo o Programa Saúde na Escola, em parceria com o Mobiliza SUS- BH e Centro de Saúde São Cristóvão, desenvolveu durante o primeiro semestre de 2018, ações de combate ao mosquito vetor da dengue junto aos estudantes da Rede Municipal de Educação. Umas das etapas desta ação intersetorial aconteceu na Escola Municipal Belo Horizonte (avenida José Bonifácio, 189 São Cristóvão), na região Noroeste.


A proposta é sensibilizar os alunos quanto à importância da prevenção da doença e do combate ao mosquito Aedes Aegypti, informando quanto aos sintomas das doenças transmitidas pelo inseto e seus tratamentos. O projeto também destacou a importância de eliminar possíveis criadouros como medida para prevenir a dengue, zika e chikungunya. A iniciativa contou com apresentações e palestras e promoções de jogos interativos para fixar as informações e obter o retorno sobre o aprendizado dos estudantes no assunto. Os alunos tiraram dúvidas a respeito das doenças, mitos e verdades com relação ao tema, para que medidas sejam tomadas dentro e fora da escola.

 

Eden Boscatto, da equipe de combate a endemias do Centro de Saúde São Cristóvão, conta que a intenção desses encontros é buscar a melhoria na qualidade de vida e saúde para os moradores da região através do interesse e aprendizado das crianças, que de certa forma, geram incentivo aos pais. “A proliferação do Aedes aegypti acontece durante todo o ano, por isso as medidas de prevenção não podem parar, precisamos estar unidos para manter o pernilongo longe. O objetivo é deixar as crianças antenadas para serem multiplicadoras da informação, junto aos pais e à comunidade”, explica.

 

Monitora do programa Saúde na Escola, responsável pelo projeto na Escola Municipal de Belo Horizonte, Rubia Silva informou que os estudantes foram colocados em contato com questões importantes relacionadas à prevenção e ao combate às doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti. “Desta forma, eles disseminam conhecimentos para que novos hábitos possam ser adotados. As apresentações e jogos tiveram a função de testar o conhecimento dos alunos acerca do tema e de transmitir a eles outras informações a respeito do assunto, o que certamente motiva o combate aos focos do mosquito”, disse. 

 

Durante o encontro, uma divertida brincadeira dividiu a turma de alunos em duas equipes com seus respectivos representantes, foram feitas perguntas sobre o tema e a equipe que tivesse mais acertos ganhava o jogo. O grande vencedor Farley Miranda, aluno do 1º ciclo, demonstrou animação e curiosidade na temática e conseguiu acertar a todas as perguntas. “Foi muito legal aprender coisas novas aqui na gincana da dengue. Me concentrei e consegui me lembrar de tudo, agora vou repassar o que aprendi para os meus colegas e minha família”, contou Farley.


Saúde na Escola

O programa Saúde na Escola tem o objetivo de desenvolver, ampliar e integrar ações de assistência, prevenção de agravos e doenças e promoção da saúde dos estudantes da Rede Municipal de Educação. Em Belo Horizonte, todas as escolas municipais oferecem o programa, por meio de ações intersetoriais coordenadas pelas secretarias municipais de Educação e Saúde em acordo com as diretrizes estipuladas pelos ministérios da Educação e Saúde. 

 

O município vem ampliando o programa para todas as crianças matriculadas nas instituições próprias e parceiras da PBH, bem como para os jovens e adultos matriculados na modalidade Educação de Jovens e Adultos da Rede Municipal de Educação. 

 

Ações educativas de promoção da alimentação saudável e prevenção à obesidade infantil, de combate ao mosquito Aedes aegypti, de promoção à cultura de paz, de prevenção a acidentes, bem como ações de avaliação da saúde bucal e de avaliação da situação vacinal, entre outras, são desenvolvidas nas escolas por profissionais da Secretaria Municipal de Saúde e por agentes de outras políticas públicas em conformidade com o projeto político pedagógico de cada instituição de ensino.

 

04/06/2018. Saúde na escola contra a Dengue. Fotos: Sidney Procópio/PBH


Últimas Notícias

#Vá de ônibus: Cruzeiro x Boa Esporte, 22/1, 21h30 Operação de trânsito e transporte para o jogo Cruzeiro x Boa Esporte, dia 22

Será disponibilizada a linha 55 – MOVE Mineirão, saindo da Estação Rio de Janeiro (Plataforma 1B – avenida Santos Dumont).

21/01/2020 | 15:20
Pessoa com o braço esticado fazendo o teste de hanseníase Prefeitura promove ações para alertar sobre sinais e sintomas da Hanseníase

As atividades vão se estender até 20 de fevereiro e têm objetivo de alertar a sociedade civil sobre os sinais e sintomas da doença.

17/01/2020 | 17:28